Bolívia/Corinthians

Conmebol pune Corinthians pela morte de torcedor com arquibancada vazia

Policiais bolivianos estavam nas arquibancadas da torcida alvinegra no jogo contra o San José, na última quarta-feira.
Policiais bolivianos estavam nas arquibancadas da torcida alvinegra no jogo contra o San José, na última quarta-feira. REUTERS/Daniel Rodrigo

O Corinthians vai disputar as próximas partidas da Taça Libertadores sem a presença de sua torcida, devido à morte de um jovem boliviano de 14 anos que foi atingido por um sinalizador lançado por um membro da torcida alvinegra durante a partida de quarta-feira contra o San José, em Oruro, na Bolívia. A decisão foi anunciada na noite dessa quinta-feira pela Conmebol.

Publicidade

Trata-se de uma medida cautelar, válida até que a entidade tome uma decisão final sobre o caso, o que deve ocorrer em até 60 dias.

Segundo informações do Exército da Bolívia, nove sinalizadores similares ao que atingiu o torcedor morto foram encontrados com torcedores corinthianos. O aparato que atingiu Kevin Douglas Beltran Espada, provocando a morte instantânea do adolescente, é de fabricação brasileira, garante a polícia boliviana.

Torcedores indiciados por homicídio

Os 12 torcedores brasileiros com idades de 18 a 35 anos detidos após a morte do adolescente foram indiciados ontem por homicídio, informou o Ministério Público boliviano. A justiça diz ter recolhido indícios suficientes para demonstrar que dos 12 torcedores dois têm implicação no crime e os outros dez vão responder por cumplicidade.

Após o indiciamento, os 12 torcedores foram transferidos para um centro de detenção. O Ministério das Relações Exteriores brasileiro acompanha o caso e acredita que parte do grupo será libertada. Um advogado boliviano foi indicado para defender os corinthianos.

A polícia ainda espera os resultados da perícia para determinar se havia pólvora nas mãos dos 12 torcedores brasileiros. Esse resultado só deve sair em 15 dias.

A tragédia aconteceu pouco depois do gol do Corinthians, marcado aos 5 minutos de jogo pelo peruano Paolo Guerrero, durante a partida que terminou empatada em 1 a 1.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.