Acessar o conteúdo principal
Venezuela/Cuba/Petróleo

Capriles promete parar de fornecer petróleo para Cuba se for eleito

O candidato da oposição para as presidenciais venezuelanas Henrique Capriles prometeu durante comício cortar benefícios atuais para Cuba.
O candidato da oposição para as presidenciais venezuelanas Henrique Capriles prometeu durante comício cortar benefícios atuais para Cuba. REUTERS/Isaac Urrutia
Texto por: RFI
2 min

O candidato da oposição para as eleições presidenciais venezuelanas, Henrique Capriles, reafirmou nessa segunda-feira, 18 de março, que pretende cortar o fornecimento de petróleo para Cuba. Ele também acusou seu adversário Nicolas Maduro, o protegido do líder Hugo Chávez, de representar o regime da ilha comunista.

Publicidade

Henrique Capriles mostrou mais uma vez que, se for eleito, pretende ser o presidente da ruptura, principalmente no que diz respeito às vantagens concedidas por Caracas ao regime cubano. "Os presentes a outros países vão acabar. Não sairá mais nenhuma gota de petróleo para financiar o governo dos (irmãos) Castro", afirmou o candidato da oposição venezuelana durante um comício nessa segunda-feira no estado de Zulia, no Noroeste do país.

A declaração de Capriles confirma a postura já adotada durante sua primeira campanha presidencial, quando o candidato perdeu para Hugo Chávez, no ano passado. O ex-presidente, morto em 5 de março vítima de um câncer, considerava o líder cubano Fidel Castro como seu “pai político” e havia instaurado, ao chegar ao poder em 1999, uma aliança estratégica com a ilha comunista. O acordo previa que Caracas fornecesse 100 mil barris de petróleo por dia a Cuba, que retribuiria enviando voluntários para trabalhar na Venezuela, principalmente na área da saúde.

Após a morte de Chávez, Maduro disse que iria manter o acordo se fosse eleito. Capriles acusou o ex-vice presidente e atual chefe de Estado interino de ser “o candidato de Raul Castro”, em alusão ao líder cubano.

A Venezuela, principal produtor de petróleo da América Latina, dispõe das maiores reservas de bruto do mundo. O país implementou acordos preferenciais de fornecimento para vários vizinhos da região, como a Nicarágua e o Uruguai.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.