Argentina/Chile

Argentina e Chile aguardam com expectativa a erupção do vulcão Copahue

Fumaças do vulcão Copahue  em 26 de dezembro de 2012
Fumaças do vulcão Copahue em 26 de dezembro de 2012 Flickr/ par Francisco Javier Fernández

Argentina e Chile estão à espera da erupção do vulcão chileno Copahue na fronteira com os dois países. A erupção pode afetar as férias até dos brasileiros e impactar forte na economia da região da Cordilheira dos Andes.

Publicidade

Márcio Resende, correspondente da RFI em Buenos Aires

Segundo o Observatório Vulcanológico dos Andes, lgiado ao Serviço de Geologia e de Minério do Chile, a erupção do vulcão Copahue é iminente, o magma está cada vez mais próximo da superfície e a erupção será mais forte do que a de dezembro passado. Foram registrados centenas de tremores e três quilométricas chaminés de vapor a sair da boca do vulcão. Argentina e Chile emitiram alertas vermelhos e o vulcão não para de rugir.

Dos dois lados da fronteira, foram evacuadas preventivamente 3 mil pessoas (2.200 do lado chileno). O vulcão chileno fica a apenas 15 Km de um famoso centro de esqui da Argentina, a Vila de Caviahue, onde deveriam chegar milhares de turistas daqui a um mês.

Uma nuvem de cinzas de grandes proporções pode cobrir ainda outros dois centros de esqui, Chapelco e Villa La Angostura, e chegar até São Carlos de Bariloche, a mesma região castigada dois anos atrás por outro vulcão chileno, o Puyehue. Na região, o predomínio entre os turistas estrangeiros é de brasileiros.

Muitos turistas estão exatamente agora no momento de decidir aonde viajar nas próximas férias de inverno. A simples expectativa de erupção já pode impactar na decisão do destino de férias.Se o vulcão expelir cinzas, a nuvem pode chegar aqui a Buenos Aires em questão de três ou quatro dias, de acordo com o vento. Embora o vulcão fique no Chile, os ventos vem do Chile à Argentina em 90% dos casos.

A erupção pode acontecer tanto nas próximas horas como ainda pode levar dias. A duração pode ser breve como a de dezembro passado como pode ser mais longa como a do ano 2000, quando o Copahue com 2.925 metros ficou em erupção durante três meses.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.