Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/orçamento

Congresso americano vota orçamento federal nesta segunda

O Congresso americano fechou as portas tarde neste sábado para discutir o orçamento federal
O Congresso americano fechou as portas tarde neste sábado para discutir o orçamento federal REUTERS/Jonathan Ernst
Texto por: RFI
2 min

O Congresso americano deve chegar a um acordo nesta segunda-feira sobre o projeto de lei orçamentária que garante o financiamento do estado federal até o fim do ano. Um texto foi adotado neste sábado pela Câmara dos Representantes para garantir recursos até o dia 15 de dezembro, que adia a reforma da saúde proposta pelo presidente americano em um ano.

Publicidade

A Câmara, de maioria republicana, adotou pouco antes da meia-noite de sábado o projeto de lei orçamentária. A expectativa é que ele seja recusado no Senado, de maioria democrata.

O partido de Obama será provavelmente contra um texto que não apoia a reforma mais emblemática do primeiro mandato do presidente.

Nenhum voto está previsto para este domingo, e as duas casas só vão se reunir novamente nesta segunda.

O presidente Barack Obama já aunciou que utililizará seu poder de veto caso o texto proposto pelos republicanos seja adotado pelo Congresso.

Sem a aprovação do orçamento, o estado federal não terá como pagar alguns setores tidos como não essenciais do funcionalismo público já nesta  terça-feira.

Entre eles, parques, museus e uma parte da administração, como os civis que trabalham no Pentágono, por exemplo. Os servidores serão obrigados a entrar em licença não-remunerada. Apenas as atividades relacionadas à segurança e à Justiça seriam poupadas.

A última vez que isso ocorreu foi em janeiro de 1996, na gestão de Bill Clinton.

Em entrevista neste domingo à rede ABC, o ex-presidente pediu a Barack Obama que resista à pressão não negocie cortes nas despesas defendidos pelos seus adversários republicanos, que se opõem, por exemplo, à reforma da saúde.

A ‘Obamacare’, uma das promessas de campanha do presidente, visa garantir o acesso público e gratuito à saúde a dezenas de milhões de americanos que não têm nenhum tipo de plano de assistência médica.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.