Acessar o conteúdo principal
Brasil/Estados Unidos

No Brasil, vice-presidente dos EUA tenta reconquistar confiança de Dilma

A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, no Palácio do Planalto, maio de 2013.
A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, no Palácio do Planalto, maio de 2013. Roberto Stuckert Filho/PR
Texto por: RFI
3 min

O vice-presidente dos Estados Unidos Joe Biden reuniu-se nesta terça-feira (17) com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, primeira etapa de uma viagem de quatro dias à América Latina. A visita está sendo considerada como um primeiro passo na reaproximação entre Brasil e Estados Unidos, depois das revelações sobre a existência programa de monitoramento eletrônico da NSA, a agência de segurança americana, feitas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden.

Publicidade

Os documentos mostraram que o Brasil e a própria presidente brasileira foram espionados, o que levou Dilma a cancelar a visita oficial que faria aos Estados Unidos em outubro do ano passado. Antes do encontro desta terça-feira, o vice-presidente americano disse à imprensa brasileira que espera que as relações entre os dois países voltem ao normal depois do incidente diplomático envolvendo a espionagem.

Biden tem atuado como uma espécie de mediador do governo americano para apagar o incêndio depois das revelações de Snowden. Depois do episódio, Obama prometeu colocar um fim no monitoramento de chefes de Estado, mas a confiança mútual ainda não reestabelecida completamente. Mas, aparentemente, a missão do vice-presidente não incluía pedir desculpas públicas para Dilma.

A viagem, entretanto, é um reflexo da preocupação de Obama em manter uma parceria produtiva com o Brasil. Outros temas estavam em pauta, como a cooperação energética, economia, ciência e tecnologia, além de assuntos regionais. O vice-presidente americano também foi ao Brasil para assistir ao jogo dos Estados Unidos contra Gana. Ele chegou atrasado ao estádio em Natal e não viu o primeiro gol dos americanos, que venceram o jogo por 2 a 1.

Depois do Brasil, Joe Biden viaja para Colômbia, onde o presidente Juan Manuel Santos acaba de ser eleito, com quem deve discutir temas econômicos, de segurança e cooperação energética. Na República Dominicana, o vice-presidente discutirá questões ligadas à segurança. A última etapa da visita acontece na Guatemala, onde o assunto principal será o aumento da chegada de crianças sozinhas pelo México. A falta de oportunidades na região aumenta o fluxo de menores ilegais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.