Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/cinema

Morre aos 89 anos a atriz americana Lauren Bacall

Lauren Bacall, nome artístico de Betty Joan Perske, faleceu nesta terça-feira aos 89 anos.
Lauren Bacall, nome artístico de Betty Joan Perske, faleceu nesta terça-feira aos 89 anos.
Texto por: RFI
3 min

Hollywood perde um de seus maiores mitos : morreu nesta terça-feira (12) em Nova York, aos 89 anos, vítima de um derrame, a atriz americana Lauren Bacall, um dos maiores nomes da história do cinema mundial. A notícia foi divulgada no Twitter pela família do ator Humphrey Bogart, que foi seu marido.

Publicidade

Lauren Bacall conheceu Bogart nas filmagens de seu primeiro longa, "Aventuras na Martinica", lançado em 1945, que a transformou em uma estrela do cinema. Na época, ela tinha apenas 19 anos. A atriz foi descoberta pela mulher do cineasta Howard Hanks, que a viu em um ensaio de moda na revista Harper’s Bazaar, em 1943.

Bogart e Bacall se casaram e participaram de vários filmes juntos, entre eles "À Beira do Abismo" (1946), "Prisioneiro do Passado" (1947) e "Paixões em Fúria" (1948). Os dois se tornaram o casal mais invejado de Hollywood, até a morte do ator em 1957. Durante muito tempo, aliás, ela ficou conhecida como a viúva de Bogart.

A imagem de Lauren Bacall só mudaria na década de 60, depois de estrelar diversos musicais da Broadway, como "Cactus Flower" (1965), "Applause" (1970) e "Woman of the Year" (1981). Ela foi indicada ao Oscar apenas depois de 50 anos de carreira, pelo filme "O Espelho Tem Duas Faces", onde atuou ao lado da atriz Barbra Streisand.

Biografia

Nascida em 16 de setembro de 1924 em Nova York, Betty Joan Perske era a única filha de dois imigrantes judeus de origem romena e polonesa, da família do ex-presidente Shimon Peres. Aos seis anos seus pais divorciam e ela passa a viver com sua mãe, que trabalhava como secretária.

Sua beleza não passa despercebida e logo ela passa a ilustrar as revistas de moda mais famosas dos Estados Unidos. Mas Bacall não foi apenas um ícone de beleza: ela também ficou conhecida pelo seu ativismo político, participando de protestos contra a política macartista de caça aos comunistas e a expulsão de atores acusados de comunismo.

Conhecida pela sua presença de espírito, algumas de suas frases ficaram célebres. Entre elas, por exemplo, "Vivemos na era da mediocridade" ou ainda "Encontre para mim um homem interessante o bastante para que possamos jantar juntos."
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.