Brasil/Eleições

Imprensa americana prevê segundo turno acirrado no Brasil

REUTERS/Ricardo Moraes

A imprensa americana deu grande destaque ao resultado do primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil, apontando como surpreendente o avanço nos últimos dias da candidatura do PSDB. Para o “Wall Street Journal”, o jornal de maior circulação no país, o senador Aécio Neves conseguiu convencer uma parcela significativa dos eleitores de que estava melhor posicionado do que a ex-ministra Marina Silva para derrotar a presidente Dilma Rousseff no segundo turno e encerrar 12 anos de governo do PT.

Publicidade

Eduardo Graça, correspondente da RFI em Nova YorK

O jornal conservador considera Dilma a favorita para o segundo turno e aposta em uma campanha dura, com o governo retratando o ex-governador de Minas Gerais como um típico representante da elite, distante da população mais pobre. 

Durante toda a noite de ontem, o “New York Times” trouxe imagens de Dilma e Aécio como principal destaque de seu site. Para o diário mais influente dos EUA, o crescimento de Aécio reflete um descontentamento de parte dos eleitores incomodados com uma economia fraca e o mais recente escândalo de corrupção na Petrobras.

Cenário econômico

A CNN, por sua vez, fez questão de lembrar que o Brasil sofre uma recessão técnica, com inflação em alta e o PIB crescendo de forma minguada, um cenário que será complicado de se reverter tanto em um segundo governo Dilma, quanto em uma administração Aécio.

O Bolsa Família e o baixo índice de desemprego foram apresentados como as principais armas da presidente. Aécio é visto como mais favorável ao mercado e com uma política externa bem mais afinada com Washington. Mas os dois candidatos receberam críticas da grande imprensa americana: Dilma pela ênfase em um Estado forte e Aécio pelos casos de corrupção envolvendo o PSDB em São Paulo e em Minas Gerais.
 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI