Acessar o conteúdo principal
México/Violência

Protesto contra desaparecimento de estudantes termina em confronto no México

Polícia e manifestantes se enfrentaram durante o protesto na Cidade do México.
Polícia e manifestantes se enfrentaram durante o protesto na Cidade do México. REUTERS/Henry Romero
Texto por: RFI
2 min

Terminou em confrontos com a polícia a manifestação no centro da Cidade do México nesta quinta-feira (21) para denunciar a inércia do governo em relação ao desaparecimento de 43 estudantes no sul do estado de Guerrero. Novos protestos estão previstos para esta sexta-feira.

Publicidade

Vestidas de preto, milhares de pessoas iniciaram o protesto desfilando pacificamente para pedir justiça e exigir a renúncia do presidente Enrique Peña Nieto, após o desaparecimento dos 43 estudantes. Policiais usaram bombas de gás lacrimogêneo e jatos d'água para dispersar os manifestantes, que se reuniram diante da sede do governo, na capital do país. Os participantes do protesto atacaram as forças de ordem com pedras e até coquetéis molotov.

Segundo as autoridades mexicanas, 30 mil pessoas participaram da marcha. Dezenas de manifestantes foram detidos.

Vários grupos se concentraram em três diferentes pontos da Cidade do México para acolher e apoiar a caravana dos familiares dos estudantes desaparecidos, que percorreu o país nos últimos dias para mobilizar a população e exigir que o caso seja esclarecido. Os manifestantes suspeitam que os alunos tenham sido executados antes de terem seus corpos queimados, após uma ação da polícia e de narcotraficantes.

Vários protestos paralelos foram organizados em outras cidades do México, principalmente no estado de Guerrero, onde os jovens desapareceram. Manifestações também foram registradas nos Estados Unidos, na Bolívia e em El Salvador.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.