EUA/Atentados de Boston

Tsarnaev é considerado culpado pelo atentado na maratona de Boston

Os jurados foram unânimes ao considerar Djokhar Tsarnaev culpado pelo atentado na maratona de Boston.
Os jurados foram unânimes ao considerar Djokhar Tsarnaev culpado pelo atentado na maratona de Boston. REUTERS/Jane Collins

A justiça norte-americana considerou Djokhar Tsarnaev culpado pelo atentado durante a maratona de Boston, em abril de 2013. Aos 21 anos de idade, ele pode ser condenado a pena de morte pelo ataque que deixou três vítimas fatais e 264 feridos. O episódio ficou conhecido como um dos mais violentos ataques terroristas da história dos Estados Unidos após o 11 de setembro de 2001.

Publicidade

Os 12 jurados discutiram durante 11 horas antes de chegar a um veredicto unânime nesta quarta-feira (8). Os participantes consideraram Tsarnaev culpado de 30 acusações, das quais 17 são crimes sujeitos à pena de morte.

O réu é apontado como um dos responsáveis, junto com o irmão Tamerlan, de 26 anos, pelas explosões de duas bombas artesanais perto da linha de chegada da maratona de Boston. Ele também é acusado de ter assassinado um policial quando fugia, três dias após o ataque. Tamerlan foi morto durante a fuga.

Durante o processo a acusação mostrou vídeos do atentado e das vítimas, entre as quais 17 que tiveram seu membros amputados. Djokhar, que nasceu no Quirguistão, filho de pais muçulmanos, mas que tem nacionalidade norte-americana desde 2012, é apontado como “terrorista” que queria “punir a América pelo que ela faz com seu povo”. Para o procurado-adjunto Aloke Chakravarty, o acusado queria “terrorizar o país”.

Defesa alega que Djokhar era influenciado pelo irmão

A defesa tinha apenas quatro testemunhas. Elas apresentaram o acusado como um adolescente sob a influência de seu irmão, muçulmano radical, que teria sido o cérebro da operação. Segundo a advogada do réu, Judy Clarke, Tamerlan teria feito as pesquisas para construir as bombas e comprado o material para fabricá-las. “Ele dirigia e Djokhar o seguia", disse ela.

A condenação será pronunciada na segunda fase do processo, que deve começar na próxima semana. Desde 1984 a pena de morte não faz mais parte da legislação de Massachusetts, que tem Boston como capital, e ninguém foi executado no estado desde 1947. No entanto, como se trata de um “ato de terrorista com utilização de armas de destruição em massa”, Djokhar Tsarnaev é julgado pela justiça federal, o que permite que seja punido com a pena capital.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.