Acessar o conteúdo principal
Brasil-América Latina

Obra de Burle Marx completa 55 anos na Venezuela

Áudio 05:31
Parque Del Este, pulmão vegetal encravado em meio à selva urbana que é Caracas, a capital venezuelana.
Parque Del Este, pulmão vegetal encravado em meio à selva urbana que é Caracas, a capital venezuelana. Foto: Wikipedia

Nesta semana, a principal obra do arquiteto e paisagista brasileiro Roberto Burle Marx (1909-1994) na Venezuela completou 55 anos. É o Parque Del Este, pulmão vegetal encravado em meio à selva urbana que é Caracas, a capital venezuelana.

Publicidade

Elianah Jorge, correspondente da RFI em Caracas

O parque Del Este, de 82 hectares, é o refúgio perfeito para quem quer fugir da agitação da cidade e entrar em contato com a natureza. Entre o Ávila, a exuberante cadeia montanhosa que resguarda a Caracas, e uma das vias expressas mais conturbadas, está o plácido parque, que ocupa um lugar especial na cidade e na memória de quem vive na capital venezuelana.

O Parque Del Este, também conhecido como Parque Miranda, pode ser considerado o irmão mais velho do Parque do Flamengo, na capital do Rio de Janeiro. Na verdade, a história de ambos se confunde, já que foram projetados e construídos com pouco tempo de diferença e pela mesma equipe. Burle Marx e os sócios Fernando Tábora e John Stoddart fizeram inúmeras viagens no eixo Caracas-Rio de Janeiro para tocar as duas grandes obras, que marcaram a trajetória profissional e também pessoal de cada um deles.

Fernando Tábora imortalizou a história desses dois espaços no livro "Dos parques, un equipo", ainda não editado no Brasil. Na obra, ele compara e aponta semelhanças entre o Parque Del Este e o Parque do Flamengo: o posicionamento das árvores para estruturar espaços, os passeios para pedestres, os lagos e as palmeiras.

Brasileira veio e não quis mais voltar

Burle Marx e os sócios percorreram a Venezuela para exibir no Parque Del Este a flora venezuelana, rica em diversidade, mas acabou não resistindo aos encantos de algumas plantas da terra natal. É o que nos conta a brasileira Neni Tábora, esposa de Fernando Tábora, que se mudou do Rio para Caracas para acompanhar o marido na construção do parque e decidiu ficar. “No Parque Del Este, tem várias plantas brasileiras. Tem jabuticaba, manacá, dama-da-noite. Muitas vieram do Brasil porque o clima é parecido, então o manacá que deu no Brasil, deu aqui também.”

Até mesmo quem vai ao parque diariamente ainda se surpreende com as araras que integram a trilha sonora do local, onde têm pouso seguro. "É maravilhoso poder fazer exercício ao ar livre com esse tanto de animais, com as araras, os esquilos, essas árvores, o ar. Tudo contribui”, afirma a brasileira Camila Montó.

"O nome de Roberto repercute nas escolas venezuelanas de paisagismo também por integrar de maneira única os elementos da cidade com suas criações", explica Enrique Blanco, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Central da Venezuela. “Pensamos que Burle Marx também foi um grande intérprete das grandes paisagens naturais de Caracas, que soube incorporar dentro de seu projeto e, por sua vez, concebeu este projeto para que dele pudéssemos ter consciência dessa cordilheira que caracteriza nossa cidade, Caracas.”
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.