Acessar o conteúdo principal
Peru/raiva

Morcegos-vampiros propagam raiva e matam 12 no Peru

O alerta da vigilância sanitária é que se evite o contato com morcegos em qualquer situação. Sobretudo se este estiver no chão e desorientado.
O alerta da vigilância sanitária é que se evite o contato com morcegos em qualquer situação. Sobretudo se este estiver no chão e desorientado. AFP PHOTO/HO/MINSA RESTRICTED TO EDITORIAL USE
Texto por: RFI
2 min

As autoridades sanitárias do Peru decretaram estado de emergência sanitária na região de Loreto, na divisa com o Equador, neste fim de semana, depois da morte de doze crianças entre 8 a 15 anos, contaminadas pela raiva depois de terem sido mordidas por morcegos-vampiros.

Publicidade

De acordo com o ministro da Saúde, Anibal Velasquez, o estado de emergência vai possibilitar ao governo enviar reforços técnicos e materiais. O Ministério enviou diversas equipes e mais de 20 mil doses de vacina antirrábica para imunizar a população que vive nessa área, onde só é possível chegar de barco ou helicóptero.

A região de Loreto fica a cerca de 1.100 quilômetros de Lima. A epidemia de raiva atingiu principalmente crianças de duas comunidades da etnia Achuar, que moram nos vilarejos de Yankuntich e Uncun.

As mortes aconteceram entre setembro e fevereiro. Segundo as autoridades sanitárias do país, a última foi constatada nesta quarta-feira (10). Uma criança de nove anos e uma mulher de 22 anos, os dois contaminados, sobreviveram após o tratamento. O secretário de Saúde da região, Hermann Silva, chegou a se encontrar com representantes da comunidade dos Apus. Os moradores pensam que a morte das crianças é resultado “de um feitiço”.

Morcegos-vampiros se alimentam de sangue nos currais

Os morcegos-vampiros se alimentam de insetos e sangue, que eles sugam dos animais, principalmente de currais. Mais de 55 mil pessoas ainda morrem de raiva no mundo anualmente. O modo de transmissão mais frequente é a mordida de um cachorro infectado, segundo o instituto Pasteur.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.