EUA/Eleição presidencial

Sanders afirma que votará em Hillary Clinton em novembro

Bernie Sanders defendeu uma "revolução política" nos Estados Unidos durante sua campanha às primárias do Partido Democrata.
Bernie Sanders defendeu uma "revolução política" nos Estados Unidos durante sua campanha às primárias do Partido Democrata. REUTERS/Lucy Nicholson

O senador democrata Bernie Sanders afirmou nesta sexta-feira (24) que votará em Hillary Clinton nas eleições presidenciais de 8 de novembro nos Estados Unidos. Sanders cede ante a rival nas primárias do partido pela Casa Branca, mas sem anunciar o apoio pleno à candidatura da ex-primeira-dama.

Publicidade

Questionado pelo canal MSNBC se votaria em Hillary Clinton, o senador do estado de Vermont respondeu "sim", depois de uma campanha surpreendente contra a rival nas primárias do Partido Democrata. "Acho que a questão principal agora é que farei tudo o que puder para derrotar Donald Trump", afirmou Sanders, em referência ao virtual candidado do Partido Republicano.

O senador apresentou uma formidável resistência à candidatura de Hillary no Partido Democrata, a ponto de a ex-secretária de Estado só poder cantar vitória na disputa interna no último dia das primárias. A demora foi uma estratégia de Sanders para influenciar o programa dos democratas, que será adotado na convenção do partido, na Filadélfia, de 25 a 28 de julho.

A campanha de Sanders galvanizou um movimento apoiado fundamentalmente pelos eleitores mais jovens, insatisfeitos com a condução do Partido Democrata e da própria candidatura de Hillary. Daqui em diante, ele deve se esforçar para que esses eleitores sigam o exemplo de seu apoio à ex-primeira-dama.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.