Estados Unidos

Redes sociais aproveitam eleições americanas para lançar novos serviços

Facebook pretende incentivar os eleitores a irem às urnas
Facebook pretende incentivar os eleitores a irem às urnas REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Facebook lançou uma página especial para ajudar os norte-americanos nas eleições. Outras redes sociais também aproveitaram o pleito para testar novos serviços.

Publicidade

Durante todo o dia os internautas puderam encontrar na página Facebook a zona eleitoral mais próxima, consultar os documentos que deveriam ser apresentados, ou ainda conversar com seus contatos para irem votar juntos. Nesse guia, os eleitores também têm acesso aos programas dos candidatos às eleições, com links temáticos, como educação ou orçamento.

O objetivo da plataforma, que mistura vídeos e conselhos, é incentivar os eleitores a irem às urnas em um país onde o voto não é obrigatório. “Esperamos encorajar milhões de eleitores, que poderiam ter ficado em casa, a participar do pleito”, explicou em um post Mark Zuckerberg, o criador do Facebook. Na manhã desta terça-feira (8), ele afirmou que “dois milhões de pessoas já haviam se registrado para votar” pela rede social. 

Google, Twitter e Youtube também propõem serviços especiais

Outras plataformas digitais e redes sociais também aproveitaram a ocasião para atrair os internautas após o voto, em um país onde os resultados eleitorais ainda são, tradicionalmente, acompanhados pela televisão. Google preparou um dispositivo que permite acompanhar a evolução da apuração em 30 idiomas diferentes. Para isso, basta digitar “election results”. O site de busca promete atualizar os resultados a cada 30 segundos.

A plataforma de vídeos Youtube preferiu se associar às redes de televisão americanas para cobrir a apuração. Já o Twitter criou uma conta dedicada ao pleito. Batizada Twitter Government e com mais de 2 milhões de pessoas inscritas, a plataforma promete responder às questões enviadas pelos cidadãos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.