RFI Convida

Analista político teme crise institucional com vitória de Hillary

Áudio 07:03
RFI Convida Gamaliel Perruci
RFI Convida Gamaliel Perruci arquivo pessoal

A eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos já entrou para a história do país como a mais acirrada dos últimos anos. O resultado final da batalha pela Casa Branca entre Donald Trump e Hillary Clinton é acompanhado de perto não apenas pelos americanos, mas por todo o mundo. O vencedor dessa corrida terá um imenso desafio de reconciliar o país, que deverá passar por uma grande período de reflexão pós-eleitoral, segundo análise do cientista político Gamaliel Perruci, do Marrieta College, de Ohio.

Publicidade

“Os dois candidatos principais não são bem aceitos pelos eleitores em geral. Acho que vai ter aquele período de (refletir) como foi o processo que nos levou a essa situação de ter esses dois candidatos”, diz o analista.

“Existe uma raiva por parte dos eleitores, principalmente sem escolaridade, e a questão é saber como lidar com essa raiva e como o próprio sistema político vai poder encarar essas divisões no plano educativo e racial”, observa.

Segundo Perruci, uma das prioridades da próxima presidência dos Estados Unidos será o de unir um país que se mostrou extremamente dividido durante essa corrida. “Esse será um desafio muito grande e levará muito tempo porque não pode ser algo que se faça da noite para o dia”.

A corrida eleitoral chega ao fim exibindo um país fissurado, com um eleitorado pouco convencido da escolha entre dois candidatos impopulares e com alta taxa de rejeição. Caso a candidata democrata Hillary Clinton saia vitoriosa da disputa, como indicam as sondagens, o cientista político vê um cenário difícil para ação de seu governo.

“O que eu mais temo é uma crise constitucional com uma vitória de Clinton e uma dificuldade com o partido Republicano no Congresso. Haverá uma batalha muito mais pesada entre esses dois lados, que não daria oportunidade para Hillary Clinton governar durante os próximos quatro anos, se ela vencer”, avalia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.