Acessar o conteúdo principal
Venezuela

Após fugir da Venezuela, procuradora que se opõe a Maduro vai para o Brasil

Luisa Ortega em Caracas, na Venezuela, em 6 de agosto de 2017.
Luisa Ortega em Caracas, na Venezuela, em 6 de agosto de 2017. REUTERS/Ueslei Marcelino
2 min

A ex-Procuradora-Geral da Venezuela, Luisa Ortega, viajou nesta terça-feira (22) rumo ao Brasil, deixando a Colômbia, onde havia chegado na sexta-feira passada, depois de fugir de seu país. Ela alega ser vítima de perseguição política do governo de Nicolás Maduro.

Publicidade

"No dia de hoje saiu rumo ao Brasil a senhora Procuradora-Geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, que fez seus correspondentes trâmites de migração ante as autoridades colombianas", assinala um comunicado oficial do escritório de migração colombiano.

Ortega e seu marido, o deputado Germán Ferrer, fugiram da Venezuela rumo a Bogotá. Na segunda-feira (21), o governo de Juan Manuel Santos ofereceu-lhes asilo, o que desatou as críticas da chancelaria venezuelana.

A Migração da Colômbia não confirmou de imediato se Ortega deixou o país com seu marido.

A ex-procuradora, uma chavista histórica de 59 anos que rompeu com o governo Maduro, burlou a proibição de sair da Venezuela imposta polo Supremo Tribunal de Justiça dentro de uma investigação por supostamente mentir no exercício de suas funções.

O governo colombiano não ofereceu outros detalhes da viagem de Ortega ao Brasil.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.