Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos

Trump indulta xerife que perseguia latinos e perde mais um assessor

Trump fala sobre os distúrbios de violência ocorridos recentemente nos EUA.
Trump fala sobre os distúrbios de violência ocorridos recentemente nos EUA. REUTERS/Kevin Lamarque
Texto por: RFI
2 min

O assessor do presidente dos Estados Unidos Sebastian Gorka deixou a Casa Branca nesta sexta-feira (25), envolvido em polêmica e em meio a declarações contraditórias sobre se teria sido demitido ou pedido demissão.

Publicidade

"Sebastian Gorka não renunciou, mas posso confirmar que não trabalha mais na Casa Branca", disse um funcionário à imprensa, depois de o assessor ter dito que saiu por vontade própria.

De acentuado sotaque britânico, Gorka, de 46 anos, tornou-se um rosto familiar na televisão pela defesa que fazia do presidente americano. Nascido em Londres de pais húngaros, ele obteve cidadania americana nos últimos anos. Assistente adjunto do presidente, Gorka foi acusado de vínculos com grupos de extrema-direita, e seu conhecimento sobre a luta contra o terrorismo foi questionado repetidamente por seus companheiros.

Seu fracasso para ganhar autoridade na área de segurança lançou dúvidas sobre seu papel na rotina da Casa Branca. Ele chegou a ser visto entrando em eventos no Salão Oval, não com os membros da equipe do presidente, mas com a imprensa, e tirando fotos dos jornalistas por trás das asas do avião presidencial Air Force One.

Trump indulta polêmico xerife anti-imigrantes

Trump ordenou nesta sexta-feira um indulto ao polêmico xerife Joe Arpaio, que havia sido condenado por sua insistência em perseguir imigrantes em situação ilegal, principalmente de origem latina.

"O xerife Joe Arpaio tem 85 anos e, depois de mais de 50 anos de admirável serviço à nação, é um candidato digno de um perdão presidencial", disse a Casa Branca em um comunicado.

A decisão provocou reações negativas da oposição democrata e de ativistas, que acusaram Trump de estimular as divisões no país. No final de julho, o xerife havia sido condenado por ter violado a ordem de um juiz federal que proibiu suas patrulhas discriminatórias. 

Com agências internacionais

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.