Acessar o conteúdo principal
Tragédia

Dois clandestinos caem de avião em pleno voo

Departamento de Aviação Civil do Equador: "as pessoas foram empurradas pelo trem de pouso ou se jogaram".
Departamento de Aviação Civil do Equador: "as pessoas foram empurradas pelo trem de pouso ou se jogaram". DGAC Ecuador/Twitter
Texto por: RFI
2 min

Duas pessoas, supostamente de nacionalidade peruana, que viajavam clandestinamente em um avião, morreram nesta segunda-feira (26) quando caíram da aeronave que havia decolado do aeroporto de Guayaquil, sudoeste do Equador, e que tinha como destino Nova York, informaram as autoridades.

Publicidade

"Duas pessoas entraram no trem de pouso e quando o avião decolou com certeza o sistema os expulsou, ou eles desanimaram (...) e se jogaram", disse o oficial de Polícia Marcelo Tobar, em declarações divulgadas pela imprensa local.

O procurador Carlos Bustamante manifestou, por sua vez, que "o que se sabe é que o avião procedia do Peru. Pelas características dos cidadãos, pode ser que venham do Peru, e daqui (do voo) se dirigiriam aos Estados Unidos, a Nova York".

Voo cancelado

A aeronave que cobria a rota Guayaquil-Nova York foi obrigado a voltar.

"Pode ser que existam mais pessoas dentro do avião, no trem de pouso", assinalou Bustamante.

Os corpos das pessoas, de entre 25 e 30 anos, foram encontrados na parte sul da pista do aeroporto José Joaquín de Olmedo de Guayaquil.

As autoridades investigam o fato que provocou o fechamento temporário das operações no terminal durante uma hora, segundo a Direção de Aviação Civil (DAC).

Com agência AFP

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.