Acessar o conteúdo principal
Irã/espiões

EUA negam existência de rede de espiões trabalhando para a CIA no Irã

Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, diz que rede de espiões no Irã é "mentira" de Teerã.
Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, diz que rede de espiões no Irã é "mentira" de Teerã. REUTERS/Arnd Wiegmann
1 min

As autoridades iranianas prenderam 17 espiões que trabalhavam para a CIA e condenaram à morte alguns deles, informou nesta segunda-feira (22), a mídia oficial do Irã.

Publicidade

A existência de uma rede de espiões trabalhando para os Estados Unidos foi desmentida pelo secretário de Estado americano, Mike Pompeo. “O regime iraniano é conhecido por suas mentiras”, declarou o chefe da diplomacia americana à Fox News.  

A TV nacional iraniana difundiu imagens mostrando, segundo ela, agentes do serviço secreto americano em contato com os supostos espiões.

Em um comunicado lido na TV, o ministério iraniano dos serviços de informações anunciou que 17 espiões tinham sido presos ao longo do ano iraniano, que terminou em março de 2019.

Em junho, o Irã já tinha anunciado ter desmantelado uma rede de espiões trabalhando para a CIA, mas não se sabe se há conexão com o caso divulgado nesta segunda-feira.

(com informações da Reuters)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.