Brasil/Economia

Brasil é 3º em ranking de investimentos de multinacionais

Claude Philippot

O Brasil já é o terceiro país mais procurado para investimentos pelas multinacionais, segundo relatório da Unctad, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, organismo que tem sede em Genebra.

Publicidade

Os investimentos das empresas multinacionais no exterior resistiram melhor à crise financeira internacional do que os economistas previam, constata a Unctad. O estudo sobre a perspectiva mundial de investimentos ouviu representantes de 236 companhias multinacionais e uma centena de agências de promoção de investimentos.

No ranking dos países mais atraentes, a China ocupa o primeiro lugar, seguida da India e do Brasil. Só depois vêm Estados Unidos, que perderam o segundo lugar na lista. A maior parte das empresas consultadas é de países desenvolvidos, sendo mais da metade europeias.

Os analistas da Unctad constataram que, para enfrentar a crise, as empresas preferiram reduzir drasticamente seus custos de produção, mantendo sua presença internacional. Só 18% das companhias optaram por vender ou fechar uma parte importante de suas atividades no exterior. A pesquisa destaca a presença cada vez maior das empresas dos países em desenvolvimento no fluxo global de investimentos diretos estrangeiros.

Os dados da Unctad são otimistas. Em 2010, os fluxos de investimentos no exterior devem chegar a US$1 trilhão e 200 bilhões, US$ 800 milhões a mais do que no ano passado, e esse montante deve crescer progressivamente até atingir 2 trilhões de dólares em 2012.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.