Brasil/Espanha

Espanha prende mais 5 envolvidos em rede de prostituição de brasileiros

A polícia da Espanha disse que foi a primeira vez que desbaratou uma rede de prostituição masculina no país.
A polícia da Espanha disse que foi a primeira vez que desbaratou uma rede de prostituição masculina no país. Flickr

A polícia espanhola anunciou, nesta terça-feira, a detenção de mais 5 pessoas envolvidas em uma rede de prostituição de brasileiros. No dia 31 de agosto, as autoridades espanholas já haviam anunciado o desmantelamento da rede e a detenção de 14 pessoas, a maioria brasileiros.

Publicidade

As novas prisões elevam para 19 o número de pessoas envolvidas no esquema de prostituição e detidas em operações em diversas cidades da Espanha.

O grupo oferecia às vítimas passagens de avião e promessas de trabalho na Europa. Ao chegar à Espanha, eles eram obrigados a se prostituir para pagar dívidas que chegavam a 4 mil euros, cerca de 9 mil reais. A segunda fase das investigações revelou que, apesar da primeira leva de prisões, as vítimas continuavam pagando as dívidas ao chefe da organização.

Os policiais também descobriram um menor de 16 anos que vinha sendo explorado há 3 semanas pela rede. As fotos do jovem circulavam pela internet. As investigações sobre a rede de prostituição masculina começaram em fevereiro do ano passado.

Os garotos de programa trabalhavam em diferentes casas de encontros pelo país e precisavam estar disponíveis 24 horas por dia. A quadrilha ficava com a metade do dinheiro que recebiam. As prisões aconteceram nas cidades de Madri, Barcelona, Palma de Mallorca, León e Alicante.  A polícia da Espanha informou que essa é a primeira vez que uma rede dedicada à exploração sexual de homens é desarticulada no país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.