BRASIL/ELEIções 2010

Mundo terá de contar com Dilma, diz a revista francesa Le Point

Artigo da revista Le Point sobre candidata do PT
Artigo da revista Le Point sobre candidata do PT RFI

A revista semanal francesa Le Point, que chegou às bancas nesta quinta-feira, dedica quatro páginas à candidata do PT, apontada como favorita nas eleições presidenciais de 3 de outubro. Os programas eleitorais na televisão popularizaram a imagem da candidata, explica Le Point, e o "mundo terá de contar com ela", afirma a revista.

Publicidade

No perfil sobre a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, Le Point relata a metamorfose sofrida por Dilma para chegar no topo das sondagens. Em apenas seis meses, Dilma passou da imagem de pessoa sem nenhum carisma à candidata que conseguiu inverter uma tendência que muitos acreditavam impossível. Isso porque o presidente Lula conseguiu transferir sua popularidade recorde num espaço de tempo igualmente recorde, destaca Le Point

A reportagem relata a dificuldade da imprensa brasileira para lidar com essa imagem fabricada, citando a reflexão de uma analista de política de um grande jornal paulista. "Dilma fez plástica, mudou de cara, de cabelo, o estilo de se vestir, o jeito de falar, o sorriso, não defende nem mais as mesmas ideias. Vamos ter de desmarcará-la", confia a analista a Le Point.

Os programas eleitorais na televisão popularizaram a imagem da candidata do PT, explica a revista. "Lula-Dilma, Dilma-Lula rimam e estão indissociavelmente ligados daqui para frente." Le Point descreve os atributos que fizeram a fama de Dilma no governo e orientaram a escolha de Lula: "uma mulher de temperamento forte, durona, dama de ferro que controla tudo, não deixa nada passar, técnica competente e exigente".

Será que o Brasil terá um cenário parecido com o da Rússia, da dupla Putin-Medvedev, questiona Le Point. Sem saber ao certo responder se a substituta de Lula vai se contentar em assumir um mandato tampão, ficando na sombra daquele que ela chama de seu grande professor. Em Brasília, os observadores da vida política estão quase convencidos de que Lula se prepara para voltar ao poder em 2014, conclui o artigo.

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.