FRANçA/BRASIL

Ianomâmis são vítimas do modo de vida ocidental, constata Libération

Libération de sábado, dia 25/09/2010.
Libération de sábado, dia 25/09/2010. RFI

Edição de sábado traz reportagem sobre os ianomâmis da Amazônia, relatando um trabalho conjunto do cineasta Raymond Depardon e o antropólogo Bruce Albert. Eles entrevistaram o líder Davi Kopenawa, que fala sobre as consequências do desmatamento e de epidemias sobre os indígenas.

Publicidade

Os franceses Depardon e Albert acabam de lançar juntos um livro chamado "A queda do céu" que, no Brasil, foi editado pela Companhia das Letras. Como curiosidade, o antropólogo Bruce Albert vive com os ianomâmis há mais de trinta anos e fala fluentemente sua língua.

Em quatro páginas de texto e uma somente com fotografias da tribo, os dois autores explicam que o título da obra é uma profecia dos xamãs, cuja missão é manter o céu no lugar. "Se os brancos destroem as florestas e trazem epidemias, os xamãs vão morrer e então não terá mais ninguém para segurar o céu", explica Kopenawa.

Já o antropólogo lembra que é importante mostrar a situação dramática das tribos amazônicas, nestas vésperas de eleições. Ele cita como exemplo Raoni, cacique dos caiapós, que esteve em Paris para buscar apoio contra a construção da barragem de Belo Monte, no rio Xingu, que causaria o deslocamento de vinte mil pessoas.

Davi Kopenawa também denuncia o interesse do atual governo pelo desenvolvimento das infraestruturas energéticas e transportes, e o distanciamento dos índios, que têm na candidata Marina Silva uma grande aliada. O líder também afirma que a comunidade internacional é de uma ajuda preciosa e fala das ONGs e associações criadas em defesa dos índios.

Terminando com uma crítica cinematográfica, Davi Kopenawa diz que viu e não gostou do filme "Avatar". "Fiquei profundamente irritado", me lembrou um western americano em que o herói estrangeiro se casa com a filha do chefe da tribo e salva todos os selvagens. Insuportável". Palavra de índio.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.