Rio de Janeiro/tragédia

Suíços fazem campanha para ajudar vítimas de Nova Friburgo

Ajuda chega até os moradores em Nova Friburgo.
Ajuda chega até os moradores em Nova Friburgo. Reuters

Sensibilizada pelas fortes chuvas no Rio de Janeiro, a região de Fribourg na Suíça decidiu dar apoio às vítimas das enchentes e deslizamentos de terra no Brasil.  Foi dessa região suíça que saíram, no século 19, a maioria dos imigrantes que fundou a cidade de Nova Friburgo.  

Publicidade

A campanha suíça para ajudar as vítimas da região serrana do Rio começou quase espontaneamente,  após as primeiras imagens da tragédia serem divulgadas na imprensa do país.  Lançada pela Associação Fribourg-Nova Friburgo, fundada há 33 anos para manter os laços históricos entre as duas cidades, a campanha logo conquistou o apoio da prefeitura, do governo regional e de organizações humanitárias. 

Segundo estimativas da associação, a  verba garantida, por enquanto, é superior a 300 mil reais. , valor que inclui as promessas de doações locais e do cantão de Friburg, além da doação de urgência prometida pela Cáritas Suíça de cerca de 87 mil reais. 

Vera Conde Lateltin, vice-presidente da Associação Fribourg-Nova Friburgo

O montante é ainda modesto, mas a associação Fribourg-Nova Friburgo afirma que pretende envolver toda a população do país e recolher mais doações a partir de uma campanha já lançada na internet. Em três dias, as doações on-line já arrecadaram cerca de 30 mil reais.

"Para nós, os moradores de Nova Friburgo são como integrantes da nossa família e quem deixaria seus parentes desamparados em um momento destes ?", disse a suíço-brasileira Vera Conde Lateltin, vice-presidente da Associação.

Segundo Lateltin, o foco da campanha é a prevenção para evitar novas tragédias e neste sentindo, o dinheiro arrecadado servirá para financiar cursos de especialização para geólogos brasileiros.

A proposta é que os geólogos passem 3 meses na Universidade de Genebra, com todas as despesas pagas. Em entrevista à Rádio França Internacional, o presidente da Associação, Raphael Fessler, explicou que a Suíça é um país montanhoso com experiência em mapeamento de zonas de risco, e tem muito a  contribuir com o Brasil.

Nesta sexta-feira a Associação faz uma reunião de avaliação dos primeiros resultados da campanha e do acompanhamento das doações.

A Associação divulga em seu site que a cidade de Nova Friburgo foi fundada em 1819 por 2.200 suíços, sendo 800 oriundos da região de Fribourg, o que é considerada a maior onda imigração do país de todos os tempos.

A cidade suíça de Fribourg está localizada na região centro-oeste da Suíça, a 30 km da capital Berna.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.