Acessar o conteúdo principal
Brasil/Copa do Mundo

Rio espera pacificar favelas antes do Mundial 2014, diz Le Monde

O complexo do Alemão, tomado pelo exército no final de 2010, deve ter uma UPP no segundo semestre de 2011.
O complexo do Alemão, tomado pelo exército no final de 2010, deve ter uma UPP no segundo semestre de 2011. © Reuters
Texto por: RFI
3 min

A edição do jornal francês Le Monde, que chegou às bancas na tarde desta sexta-feira, traz uma entrevista com o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, que esteve em Paris na semana passada. O artigo faz um perfil do “policial mais renomado” do Brasil que criou as UPP’s e espera pacificar as favelas cariocas antes da Copa do Mundo de futebol de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Publicidade

O Le Monde lembra que José Mariano Beltrame, de 53 anos, é secretário de Segurança do Rio desde 2007 e já foi ameaçado de morte 17 vezes pelas três facções que comandam as favelas cariocas. As ameaças não o impediram de agir. Ao contrário das autoridades mexicanas que optaram por um confronto direto e fracassam na luta contra os cartéis da droga, o secretário do Rio preferiu reconquistar as favelas com as Unidades de Polícia Pacificadora, compara o jornal. Para o Le Monde, as UPP’s são como uma polícia de proximidade.

Beltrame afirma na entrevista que as UPP’s voltaram a dar esperança aos habitantes. Até agora, 16 unidades já foram instaladas. Um número considerado pelo Le Monde “uma gota d’água no oceano das mil favelas cariocas”. O objetivo é implantar 40 unidades em 2014 e reduzir a taxa de homicídios na cidade, atualmente de 31 por 100 mil habitantes, para 20 no ano da Copa do Mundo.

O secretário de Segurança do Rio aponta as armas automáticas dos traficantes, muitas vezes fornecidas por policiais corruptos, como o inimigo número 1 nessa guerra nas favelas da cidade. Por isso, explica o jornal, jovens policiais foram escolhidos para integrar as UPP’s, ao invés de agentes mais experientes, mas que têm “péssimos hábitos”. Em 4 anos como secretário de Segurança, Beltrame demitiu cerca de mil policiais corruptos, informa o jornal.

Le Monde se pergunta se todo este esforço será suficiente para garantir a segurança durante a Copa do Mundo. A palavra final é do Secretário Beltrame que lembra que o Rio tem experiência em organizar grandes eventos e garante que a cidades estará pronta para sediar os jogos da Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.