Acessar o conteúdo principal
Rio+20

Divergência entre países na Rio+20 é destaque na imprensa francesa

Jornal francês deposita as esperanças no Brasil como o grande mediador dos pontos sensíveis da Rio+20
Jornal francês deposita as esperanças no Brasil como o grande mediador dos pontos sensíveis da Rio+20 RFI
Texto por: Luiza Duarte
2 min

No dia da abertura da Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável, a imprensa francesa sublinha os desentendimentos entre países em desenvolvimento e países ricos.

Publicidade

Segundo o jornal Le Monde, a posição brasileira sobre a economia verde e a reforma da governança mundial do setor será determinante para as negociações que vem se mostrando difíceis. Durante as discussões preliminares, encerradas em 2 de junho, em Nova Iorque, houve apenas acordo sobre 70 parágrafos, que tratam de termos generais, dos 329 existentes do documento inicial. Para a publicação, esta será a ocasião para medir a vontade e a capacidade real do Brasil de intervir e consolidar compromissos no último minuto.

A França, assim como outros países, pressiona para a criação de uma Organização Mundial do Meio Ambiente, a fim de substituir o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, mecanismo que sofre com a escassez de recursos financeiros e a incapacidade para impor normas e sanções. Já o Brasil não respalda tal reforma.

Em relação à transferência de tecnologias e às energias renováveis, o jornal afirma que o assunto está “bloqueado pelos países desenvolvidos”, reticentes em colocarem a mão no bolso, diante de um panorama de crise econômica.

A publicação lembra ainda que a chanceler alemã, Ângela Merkel e o presidente americano, Barack Obama não estarão presentes na Cúpula de Chefes de Estado, que acontece na cidade do 20 ao 22 de junho, quando cerca de 133 líderes de governo deverão validar o texto final do acordo. A matéria assinada pelo correspondente do Le Monde no Rio de Janeiro é ilustrada com a foto de um índio do Mato Grosso em Jacarepaguá, bairro carioca que recebe à Cúpula dos Povos.

Nesta quarta-feira, o comissário da União Europeia para o Meio Ambiente, Janez Potocnik, anunciou que apesar do otimismo não há nenhuma garantia de acordo. Segundo ele, o bloco busca alcançar engajamentos críveis durante a Rio+20.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.