Acessar o conteúdo principal
Bartolomé

Índio brasileiro recebe prêmio em Madri nesta sexta-feira

Índios protestam na região de Raposa Serra do Sol, em agosto de 2008
Índios protestam na região de Raposa Serra do Sol, em agosto de 2008 FLICKR/Talita Oliveira
Texto por: RFI
1 min

Nesta sexta-feira, o índio wapixana Mário Nicácio recebe das mãos do Príncipe das Astúrias o prêmio Bartolomé de las Casas 2011, em Madri. Nicácio é coordenador geral do Conselho Indígena de Roraima (CIR), que ganhou por unanimidade a distinção do governo espanhol, graças ao trabalho que desenvolve há mais de 30 anos nas áreas de saúde e educação dos povos indígenas no estado.

Publicidade

Em comunicado, o CIR se disse honrado com o reconhecimento do governo espanhol e de "muitas outras pessoas e instituições". "Isso nos motiva a continuar lutando, com ainda mais esforços, pelos direitos de nossos povos em Roraima, no Brasil, e ao redor do mundo", diz o texto.

Um dos principais motivos para escolha unânime do CIR foi sua campanha pela demarcação do território Raposa Serra do Sol, que hoje abriga cerca de 20 mil índios. Depois de anos de lutas, a área foi reconhecida legalmente pelo presidente Luiz Inácio da Silva, em 15 de abril de 2005. As novas disputas do CIR são contra a construção de uma barragem na região e contra a mineração ilegal no território yanomami.

Além de reconhecer organizações ou indivíduos que mostram excelência em seu trabalho pela proteção dos direitos e valores dos povos indígenas, o prêmio Bartolomé entrega 50 mil euros ao vencedor.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.