Lista/Forbes

Dilma Rousseff é eleita a 2ª mulher mais poderosa do mundo em ranking da Forbes

Segundo a Forbes, Dilma inspirou uma nova geração de empreendedores.
Segundo a Forbes, Dilma inspirou uma nova geração de empreendedores. REUTERS/Ueslei Marcelino

A presidente Dilma Rousseff é a segunda mulher mais poderosa do mundo, segundo o ranking anual da Revista Forbes, divulgado hoje. Em primeiro lugar, pelo terceiro ano consecutivo, está a chanceler alemã Angela Merkel. Na terceira posição ficou Melinda Gates, co-presidente da Fundação Bill e Melinda Gates.

Publicidade

A publicação aponta o desafio de Dilma para “alavancar a economia no país depois de dois anos de menor crescimento  em uma década.” Mesmo citando críticas feitas ao modelo desenvolvimentista de governo em lugar de um foco social, destaca “sua ênfase no empreendedorismo, que inspirou uma nova geração de startups”. Ainda segundo a Forbes, a presidente tem um recente aliado na Organização Mundial do Comércio, o diplomata Roberto Azevedo, recentemente eleito diretor-geral da entidade.

Em 2011 e 2012 a presidente Dilma já havia ocupado o terceiro lugar na lista de 100 mulheres mais poderosas do mundo da Forbes. Este ano, ela assume o segundo lugar, cargo ocupado pela ex-secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, que agora está na quarta posição.

Outra brasileira que subiu no ranking é Graça Foster, presidente da Petrobras, que passou da vigésima para a décima oitava posição. A Forbes apresenta Graça Foster como comandante da maior empresa do hemisfério sul por vendas e valor de mercado e destaca a Bacia de Santos como “uma das fronteiras de petróleo mais promissoras do mundo”.

Esta é a oitava vez que Angela Merkel encabeça a lista da Forbes. Segundo a revista, a chanceler é a “coluna vertebral da União Européia e carrega o destino do euro em seus ombros”. A lista das inclui personalidades da política, economia, mídia, espetáculo e entidades de caridade. O grau de poder determinado pela Forbes leva em conta a riqueza, visibilidade na mídia e influência das mulheres eleitas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.