Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Oposição reúne assinaturas para abrir CPI sobre gastos com a Copa do Mundo de 2014

Áudio 02:39
Oposição reúne assinaturas suficientes para abertura de CPI sobre gastos para a Copa do Mundo do ano que vem.
Oposição reúne assinaturas suficientes para abertura de CPI sobre gastos para a Copa do Mundo do ano que vem. Reuters
Por: RFI
5 min

O deputado federal Izalci Lucas Ferreira (PSDB-DF) apresentou à Secretaria-Geral da Mesa do Congresso Nacional, nesta quarta-feira, véspera do início do recesso parlamentar, um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para investigar os gastos públicos com a Copa do Mundo de 2014. O pedido foi assinado por 192 deputados e 28 senadores, mas a CPI só será aberta depois de ser lida em sessão parlamentar, o que ocorrerá na volta do recesso. O governo, terá, então, um mês para tentar convencer alguns congressistas a retirar o apoio à comissão.

Publicidade

Para Izalci, são evidentes os indícios de mau uso do dinheiro público. "Fica claro que os recursos públicos não foram gastos da melhor maneira quando analisamos o caso da Arena do Grêmio. Construída com dinheiro privado, custou em torno de 600 milhões de reais. O Estádio Nacional de Brasília, com quase a mesma capacidade de torcedores, ultrapassou o 1,7 bilhão de reais. Fora as obras de infraestrutura, os financiamentos e os incentivos fiscais", explicou o deputado à RFI.

Para sua criação, a CPI precisa do apoio de 171 deputados e 27 senadores, e contou com as assinaturas de parlamentares de partidos da base aliada, como PMDB, PR e PP para atingir esse número. Serão justamente esses os alvos da articulação governista. Oficialmente, o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), não fala sobre o assunto. "Não posso dar uma opinião sobre uma CPI que nem existe ainda. Ela não foi lida no Congresso. Portanto, nem sabemos se será aberta", afirmou à RFI.

Izalci, entretanto, duvida que a manobra encontrará sucesso. "Essa é uma reivindicação das ruas, muito presente nas manifestações populares nas redes sociais. Acho que a pressão para que os parlamentares apoiem a CPI será maior que a influência do governo sobre os aliados que assinaram. Será difícil alguém recuar", comenta.

Os gastos com estádios nas seis cidades que sediaram jogos da Copa das Confederações (Brasília, Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador) ultrapassaram o previsto em 2 bilhões de reais, acumulando 5,4 bilhões.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.