Acessar o conteúdo principal
Brasil/Economia

Natal nas favelas do Rio será em ritmo de deflação, diz Les Echos

Natal nas favelas brasileira será em ritmo de deflação, afirma jornal francês.
Natal nas favelas brasileira será em ritmo de deflação, afirma jornal francês. REUTERS/Ricardo Moraes
Texto por: Adriana Brandão
2 min

O jornal econômico francês Les Echos desta quarta-feira (24) publica um artigo sobre as conseqüências da crise nas festas de fim de ano no Brasil. Segundo o diário, o preço dos badalados réveillons nas pacificadas favelas cariocas está em “queda livre”.

Publicidade

O correspondente do Les Echos em São Paulo, Thierry Ogier, escreve que os espumantes da ceia de Natal ainda não foram abertos e os preços para o réveillon já foram diminuídos. Boa notícia para os consumidores, mas um indicador da crise no país. O artigo lembra que os bailes nos morros do Rio, com vista para o grande espetáculo de fogos de artifício da praia de Copacabana, entraram na moda há alguns anos.

Os festeiros aceitavam pagar uma fortuna para deixar os bairros da zona sul. “Subir o morro é emocionante e chique”, afirma o correspondente. Mas a crise, a recessão técnica e o plano de austeridade anunciado pelo governo fizeram os preços despencar de € 400 (R$ 1.300)  para cerca de € 130 (R$ 427).

Legado da Copa

O exemplo do réveillon nas favelas indica, talvez, o fim do fenômeno dos preços “surreais”, provocado pela Copa do Mundo no país. Depois de fazer um balanço do legado negativo do Mundial - estádios e hotéis vazios, obras atrasadas, queda no preço dos imóveis e o trauma do 7 a 1 contra a Alemanha, Les Echos afirma que o Natal brasileiro 2014 será o das "lembrancinhas".
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.