Brasil/Dilma

Popularidade de Dilma cai para 9%, índice mais baixo desde 2011

Popularidade de Dilma Rousseff cai para 9%, taxa mais baixa desde 2011
Popularidade de Dilma Rousseff cai para 9%, taxa mais baixa desde 2011 PHOTO/ KENA BETANCUR AFP

A popularidade da presidente Dilma Rousseff, que está em visita oficial nos Estados Unidos, caiu para 9%, o índice mais baixo desde a sua chegada ao poder em 2011, segundo uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (1°), pelo Instituto CNI/Ibope. Menos de seis meses depois de iniciar o segundo mandato, Dilma sofre uma queda na aprovação devido ao escândalo de corrupção na Petrobras, que atinge o PT, e a fatores ligados à economia, como o aumento da inflação e da taxa de desemprego.

Publicidade

A avaliação ruim/péssima foi de 68% contra 64% em março. A pesquisa apontou que apenas 9% cento avaliam o governo como ótimo ou bom, contra 12% três meses antes.

"A popularidade da presidente Dilma atingiu um novo recorde negativo", disse a pesquisa, que afirma que a maior queda ocorreu em "camadas onde ela é normalmente bem avaliada, ou seja, de pessoas de baixa renda, que vivem no Nordeste, com um baixo nível de educação e idade superior a 55 anos."

A pesquisa foi realizada entre 18 e 21 de junho, com 2.002 pessoas de 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Visita aos Estados Unidos

Em sua visita oficial aos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff esteve nesta quarta-feira (1°) na sede do Google, em Mountain View, na Califórnia. Ela foi recebida pelo presidente da empresa, Eric Schmidt, e debateu parcerias com foco no estímulo ao desenvolvimento da indústria da tecnologia e da inovação.

Na agenda do dia, a presidente tem ainda um encontro com ex-secretária de Estado do governo George W. Bush, Condoleezza Rice, em um almoço na Universidade de Stanford, do qual participam também 25 executivos do Vale do Silício, o centro da inovação tecnológica mundial. Devem participar do encontro também Mark Zuckerberg, do Facebook, e Brian Chesky, da AirBNB.

Mais cedo, Dilma tomou café da manhã com a presidente da Universidade da Califórnia, Janet Napolitano. A presidente encerra seu dia com uma visita ao centro de pesquisa da Nasa, onde se encontrará com representantes de empresas do setor aeroespacial. Dilma retorna ao Brasil no final do dia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.