Acessar o conteúdo principal

Brasil derrota a Colômbia e vai para as semifinais no futebol masculino

Neymar comemora gol
Neymar comemora gol Reuters
Texto por: RFI
5 min

O Brasil garantiu vaga no sábado (13) nas semifinais do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos Rio-2016 ao vencer a Colômbia por 2-0, em uma partida disputada na Arena Corinthians, em São Paulo, e enfrentará Honduras em busca de uma vaga na final.

Publicidade

Neymar, de falta, aos 12 minutos, abriu o placar. Luan completou aos 38 do segundo tempo com um belo chute de fora da área. Assim, o sonho brasileiro de finalmente conquistar o ouro no futebol segue vivo.

Em um jogo tenso, o time comandado pelo técnico Rogério Micale conseguiu superar um rival sul-americano complicado.

Na semifinais, o Brasil enfrentará a surpreendente seleção de Honduras, que derrotou a Coreia do Sul em Belo Horizonte por 1-0. A partida será disputada no Maracanã na próxima quarta-feira.

Jogo nervoso

O jogo do sábado no Itaquerão foi nervoso. O árbitro turco Cuneyt Cakir tentou controlar os ânimos exaltados e distribuiu quatro cartões amarelos em apenas sete minutos, um deles para Neymar.

No primeiro tempo, o futebol apresentado teve um nível muito baixo. O Brasil não conseguiu criar muitas oportunidades, apesar da maior posse de bola. Não é de surpreender que o gol tenha saído em uma cobrança de falta: aos 12 minutos, Neymar aproveitou a barreira mal armada do goleiro Bonilla e abriu o placar.

A etapa final foi mais emocionante. A Colômbia abandonou a postura defensiva e tentou levar dificuldades ao gol de Weverton, que fez boas defesas em chutes de Miguel Borja e Dorlan Pabón no início do segundo tempo.

Com os ânimos controlados, a partida entrou em um ritmo de ataques e contra-ataques, mas o Brasil levava mais perigo ao gol adversário, com a movimentação de Neymar, Luan, Gabigol e Gabriel Jesus. O goleiro Bonilla fez ótimas defesas em chutes de Neymar e evitou um gol de Walace.

Cada vez mais próximo da medalha

A Colômbia tentava o gol de empate, mas faltou organização para voltar a levar perigo a Weverton. Aos 37 do segundo tempo, Neymar passou para Luan, que acertou um belo chute de fora da área, encobrindo Bonilla.

Com a vitória, o Brasil está cada vez mais próximo de sua primeira medalha de ouro no futebol masculino olímpico. "Isto é o que sonhamos, não é um caminho fácil, mas queremos a medalha" disse Luan.

"Nós conversamos que seria uma partida difícil e foi assim", completou o atacante, antes de criticar jogo violento da Colômbia e enaltecer a vitória brasileira.

Para Marquinhos, zagueiro do Paris Saint-Germain, a vitória "dá força" para a próxima partida porque "a Colômbia era uma das seleções fortes que podia chegar à final".

"Foi uma partida complicada, de muita força, tensa. Jogar contra a Colômbia não é fácil porque é uma grande equipe e esta vitória nos dá muita força para o que vem", acrescentou. O meia Renato Augusto destacou a concentração da equipe e a atuação de Neymar.

"Neymar deveria ter sido expulso"

Em coletiva de imprensa na Arena Corinthians, após a partida, o técnico sub-23 da Colômbia, Carlos Restrepo, disse que Neymar merecia ter sido expulso pelo que ele considerou "uma falta desclassificadora", e destacou que o rendimento de sua equipe ficou comprometido pelos cartões amarelos.

"Não quero entrar em polêmicas, trata-se de um espetáculo e temos que respeitar o público, mais ainda em Jogos Olímpicos. Neymar é um grande jogador, mas a falta que cometeu foi desclassificadora", disse Restrepo.

O técnico fez alusão a uma falta que o capitão da seleção brasileira cometeu contra Andrés Roa aos 41 minutos, acertando por trás o tornozelo do volante colombiano, o que provocou uma discussão na qual intervieram jogadores nos bancos e corpos técnicos.

"Perdemos muito no segundo tempo ao sair com quatro jogadores penalizados. O primeiro tempo não foi claro para ninguém e o Brasil teve tranquilidade com o gol", analisou.

"Depois criamos oportunidades esporádicas, mas eles foram mais inteligentes para administrar o resultado e nos castigaram no final do jogo com outro gol. Poderíamos ter jogado melhor, mas passamos todo um tempo lutando com eles", lamentou.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.