Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

Crise brasileira dá o tom de festival de cinema em Paris

Áudio 06:39
Erika Campelo é uma das idealizadoras do festival “Brésil en Mouvements”
Erika Campelo é uma das idealizadoras do festival “Brésil en Mouvements” Divulgação
Por: Silvano Mendes

Começa nesta quarta-feira (12), em Paris, o festival de cinema “Brésil en Mouvements”. O evento, que chega a sua 12ª edição e vai até domingo (16), traz ao público uma programação engajada, com filmes e debates sobre questões sociais, ambientais e políticas.

Publicidade

Brésil en Mouvements” (Brasil em Movimentos) tem a particularidade de mostrar um país além dos clichês, sempre com uma reflexão sobre os problemas da sociedade brasileira. Na edição deste ano, por exemplo, os organizadores trazem o filme “Jaci – Sete Pecados de uma Obra Amazônica”, de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, que aborda as contradições socioambientais do projeto de construção de uma barragem. Ou ainda “Clandestinas”, de Fadhia Salomão, sobre mulheres que tiveram que abortar clandestinamente no Brasil.

O evento também é marcado por uma homenagem ao documentarista Eduardo Coutinho, morto em 2014, e ainda por um debate sobre a crise dos últimos meses no Brasil. “Esse tema deu o tom da programação deste ano”, conta Erika Campelo, secretária-geral da associação Autres Brésils, que organiza o festival. “Terminaremos com um debate sobre a crise política ao qual foram convidados franceses especialistas em Brasil e também brasileiros engajados em todo o processo político no país”, relata.

O festival é realizado no cinema La Clef, próximo ao Quartier Latin.

Assista a entrevista e o clip do festival abaixo. 
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.