Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

“Precisamos apoiar o Congresso para que a minirreforma do Trabalho seja aprovada”, diz o economista Hélio Zilberstein

Áudio 11:56
Captura de vídeo
Por: RFI
14 min

O governo do presidente Michel Temer apresentou nesta quinta-feira (22) um projeto de minirreforma do Trabalho. O projeto prevê que acordos diretos entre patrões e empregados se sobreporão às leis trabalhistas brasileiras. O RFI Convida ouve o professor de economia da USP Hélio Zilberstein, que aprova o projeto com poucas objeções. 

Publicidade

O professor Zilberstein explica como o projeto do governo apresenta dois elementos fundamentais: a criação do representante sindical eleito pelos trabalhadores dentro de cada empresa e a força de lei concedida aos acordos diretos entre patrões e empregados, que poderá alterar as leis trabalhistas.

O projeto é recebido com entusiasmo pelo economista, que lembra o aspecto arcaico das leis trabalhistas brasileiras, que datam da década de 1930.

Segundo o economista, o Brasil tem muito a ganhar com a minirreforma, mas precisa ficar atento para que não haja graves desequilíbrios. Com sindicatos enfraquecidos, o trabalhador poderá estar em desvantagem. Por isso, é importante que as leis trabalhistas sejam flexibilizadas, mas que, ao mesmo tempo, os sindicatos sejam fortalecidos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.