RFI Convida

Revista acadêmica francesa lança número especial sobre crise política no Brasil

Áudio 07:15
Christine Douxami, pesquisadora da Escola em Estudos Avançados de Paris, uma das autoras da revista Brésil(s) – Comprendre la crise au Brésil
Christine Douxami, pesquisadora da Escola em Estudos Avançados de Paris, uma das autoras da revista Brésil(s) – Comprendre la crise au Brésil Arquivo Pessoal

A RFI conversou com Christine Douxami, pesquisadora da Escola em Estudos Avançados de Paris, uma das autoras da revista Brésil(s) – Comprendre la crise au Brésil. Escrita por pesquisadores em ciências sociais franceses, a publicação quer explicar aos leitores francófonos a situação caótica da política no Brasil.

Publicidade

“Na França, não havia tanta informação precisa sobre a crise atual no Brasil”. Por esse motivo, um grupo de pesquisadores francesesdecidiu publicar um número especial sobre a crise política brasileira.

Para Christine Douxami, somente as notícias da operação Lava Jato estavam chegando na França. “Por aqui a informação que chegava era mais sobre corrupção, sobretudo do PT mas não se divulgava que um golpe institucional estava acontecendo no Brasil, deixando a situação política extremamente preocupante no país", afirmou a pesquisadora. 

Revista acadêmica "Brésil(s) – Comprendre la crise au Brésil" tenta explicar crise brasileira para os franceses.
Revista acadêmica "Brésil(s) – Comprendre la crise au Brésil" tenta explicar crise brasileira para os franceses. Reprodução

Mesmo apoiando a luta contra a corrupção, a pesquisadora apontou para uma falta de textos levando em conta a perspectiva histórica e jurídica do Brasil. “É preciso sair desta divisão binária da sociedade atual para poder sair da crise com um entendimento mais complexo da situaçao e é isso que tentamos fazer com a publicaçao", afirmou Christine Douxami. Para ela, é preciso entender o que essa crise política do Brasil está mudando de fato na vida das pessoas.

Políticas de igualdade

A pesquisadora citou exemplos, como a situação dos jovens negros, muitas vezes mortos pela polícia. Também falou dos artistas que vem sofrendo para garantir a liberdade de expressão contra uma visão mais conservadora da opinião pública. Sem esquecer da população do campo, oprimida pelo agrobusiness.

Christine Douxami também criticou uma parte da imprensa brasileira que, segundo ela, "tenta tirar a legitimidade das políticas de igualdade”. “É como se para muitos não era mais necessário lutar por menos desigualdade, e sim buscar um sistema baseado na meritocracia. O problema é que geralmente aqueles que merecem são da elite branca que está no poder atual”, concluiu a pesquisadora.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.