Acessar o conteúdo principal
Líder do TCP

Paraguaios querem expulsão imediata de traficante do Rio detido em Assunção

O traficante brasileiro Carlos Eduardo Sales Cardoso, conhecido como Capilé, foi preso em Assunção, na capital do Paraguai.
O traficante brasileiro Carlos Eduardo Sales Cardoso, conhecido como Capilé, foi preso em Assunção, na capital do Paraguai. EUTERS/Jorge Adorno
Texto por: RFI
2 min

A polícia do Paraguai prendeu neste sábado (14) o traficante brasileiro Carlos Eduardo Sales Cardoso, 35 anos, conhecido como Capilé. Apontado como um dos chefes do narcotráfico no Rio de Janeiro, ele foi detido durante operação policial em uma mansão localizada no bairro Los Laureles, na capital paraguaia.

Publicidade

Capilé é suspeito de liderar o chamado Terceiro Comando Puro (TCP) do Rio de Janeiro. Ele é alvo de uma ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio, informou a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai, que comandou a operação policial em conjunto com a Polícia Federal brasileira.

Além do brasileiro, um segundo suspeito, que não teve a identidade revelada, foi detido pelos policiais paraguaios. Na mansão onde estavam, os agentes encontraram 86 relógios de luxo, R$ 3 mil e US$ 11,8 mil em cédulas. Capilé poderá ser expulso do Paraguai para posterior entrega à Justiça Federal brasileira.

Ao tomarem conhecimento das detenções, internautas paraguaios defenderam a expulsão imediata do criminoso e lamentaram que o país tenha se tornado um refúgio para traficantes brasileiros. Leitores do jornal "Diário Popular" manifestaram indignação com a presença de Capilé no país, morando em condições luxuosas ao lado de famílias paraguaias.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.