Acessar o conteúdo principal
Evolução Inovação

França continua investigando próteses mamárias

Áudio 10:47
Na França, a marca PIP é considera a terceira mais importante pelo seu volume de vendas.
Na França, a marca PIP é considera a terceira mais importante pelo seu volume de vendas. Flickr/malingering
Por: Elcio Ramalho
12 min

Dentro de dois meses a Agência Francesa de Segurança Sanitária de Produtos de Saúde (AFSSAPS, na sigla em francês) divulga os resultados das investigações sobre o gel irregular usado em próteses mamárias produzidas pelo empresa Poly Implant Prothèse (PIP). A fraude foi descoberta por causa da taxa anormal de rompimento das próteses que levou a agência francesa a fazer uma inspeção nas instalações da fábrica. Desde de 2001 a PIP usava um tipo de gel dentro da protése que era diferente do material declarado para as autoridades sanitárias.Constatada a irregularidade, a comercialização foi suspensa e o uso das próteses fabricadas pela empresa PIP proibido em vários países, incluindo o Brasil. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.