Evolução Inovação

Nova lei de bioética vai permitir identificar doadores de células sexuais

Áudio 10:10
Crédit : Cici Man

Uma pessoa nascida através da técnica que usou esperma ou ovócito de um doador anônimo deve ter a garantia de conhecer a identidade de seu genitor, se desejar ? Essa é uma das questões mais polêmicas na França, país que se prepara para fazer a revisão das leis de bioética de 1994 e 2004 em vigor atualmente. O projeto de lei, que inclui uma série de modificações, será encaminhado no final deste mês de setembro ao Conselho de Ministros e em seguida debatida pelos parlamentares.Será a oportunidade de se adaptar a novas situações e permitir mudanças importantes em temas muito delicados como doenças genéticas, doações de órgãos e assistência médica à procriação.