Acessar o conteúdo principal
Brasil 2 x Coreia do Norte 1

Brasil vence, mas decepciona torcedores

Gol de Maicon desbloqueia, aos 55 minutos, jogo travado.
Gol de Maicon desbloqueia, aos 55 minutos, jogo travado. Reuters
9 min

Vuvuzelas em alto e bom som, arquibancadas verde-amarelas. O que era para ser uma festa de estreia da seleção brasileira virou preocupação. A apertada vitória por 2 a 1 contra a fraca Coreia do Norte deixou o torcedor brasileiro desconfiado. Mas para o técnico Dunga, o mais importante foi o resultado. O Brasil é hoje o líder do grupo G, com três pontos, depois do empate em zero a zero, entre Portugal e Costa do Marfim.

Publicidade

Elcio Ramalho, enviado especial à África do Sul

O obstáculo era previsível. A Coreia do Norte toda na retranca e só arriscando no contra ataque em velocidade. Sem criatividade, sem ritmo e sem inspiração, a seleção brasileira passou em branco no primeiro tempo. Quase inacreditável para o torcedor brasileiro, uma vez que a equipe da Coreia do Norte ocupa a posição de número 105 do ranking da FIFA. A pior seleção classificada para a Copa.

Aplicados, os norte-coreanos resistiram até o início do segundo tempo. Aos dez minutos da etapa complementar, o lateral direito Maicon foi lançado em profundidade, e, quase sem ângulo, chutou para o gol. A bola entrou mais por falha do goleiro que estava mal posicionado. “É bom fazer gols e ainda mais numa Copa do Mundo. Estou muito contente, mas muito mais feliz com a vitória da seleção brasileira”, disse o lateral brasileiro, escolhido o melhor jogador em campo pela Fifa.

Elcio Ramalho, enviado especial da RFI à África do Sul

Após o primeiro gol, a seleção brasileira parecia acordar. Logo em seguida, Luiz Fabiano recebeu a bola dentro da grande área, puxou do zagueiro e chutou por cima do gol. Já aos 27 minutos, o Brasil voltou a balançar as redes. Robinho fez um belo lançamento para Elano que entrou pela direita, de frente com goleiro. Com categoria, o meio-campista do Galatasaray da Turquia tocou para o gol. Brasil 2 a 0.

“Eu diria que o meu nome está registrado na Copa do Mundo. Isso é muito gratificante”, vibrava Elano, logo após o jogo. “Eu acho que o objetivo principal é vencer. Com certeza, nós comentemos alguns erros no início do jogo, mas os corrigimos no segundo tempo. É preciso ter paciência e tranqüilidade que a equipe vai melhorando e crescendo durante a competição”, acrescentou.

Com 63% da posse de bola, o Brasil dominava a partida. A equipe de Dunga, no entanto, mostrou que a defesa tem suas fragilidades. Numa falha de marcação, o atacante Ji Yun Nam entrou sozinho na área e tocou na saída de Júlio César. Um gol comemorado como uma grande conquista pelos norte-coreanos. Afinal, a Coreia do Sul chutou apenas três vezes contra o gol brasileiro. Com a vitória, os jogadores brasileiros saíram de campo abraçados e sorridentes, comemorando bastante os primeiros três pontos na Copa.

O camisa 10 da seleção, Kaká, mostrou que está fora de ritmo e abaixo de seu nível. “Eu espero melhorar cada vez mais durante os jogos. Mas hoje, para mim, já foi positivo”, prometeu.
Sem conseguir se livrar da dura defesa norte coreana, o « fabuloso » Luis Fabiano admitiu a dificuldade. “No geral o jogo foi bastante complicado, principalmente para mim, atacante, que estava no meio de uma ‘maré’ de jogadores da Coréia. Não consegui receber as bolas em condições, mas estou feliz pela vitória”, disse.

As falhas da defesa, as dificuldades do ataque pelo jeito não vão tirar o sono de Dunga. O treinador brasileiro disse ter ficado satisfeito com a vitória e minimizou os erros de seus jogadores “É lógico que estamos satisfeitos pela vitória, mas queremos cada vez mais jogar melhor e fazer mais gols”, disse o técnico Dunga. É o que espera também a torcida brasileira.
 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.