Acessar o conteúdo principal
Copa do Mundo

Imprensa destaca caos na seleção francesa após exclusão de Anelka

Caos na seleção francesa é destaque da imprensa.
Caos na seleção francesa é destaque da imprensa.
Texto por: Leticia Constant
3 min

A participação da seleção francesa de futebol nesta Copa do Mundo virou um verdadeiro psicodrama, com direito a brigas, denúncias, traição, boicotes e demissões.  A imprensa francesa dá amplo destaque hoje às repercussões da exclusão do atacante Anelka.

Publicidade

"A implosão do futebol francês", é a manchete do jornal de direita Le Figaro, que afirma que o futebol do país está no fundo do poço. Le Figaro conta o dramalhão: Os franceses, revoltados com a exclusão do atacante Anelka, que xingou o treinador Raymond Domenech no intervalo do jogo com o México, recusaram-se a treinar e ficaram dentro do ônibus, em solidariedade ao companheiro.

O capitão do time, Patrice Evra, brigou com o preparador físico Robert Duverne e o diretor da Federação Francesa de Futebol, diante de tanta confusão, acabou pedindo demissão e voltou para Paris. Nesse contexto, é claro, a Fifa ficou louca da vida. Le Figaro termina o artigo referindo-se à recusa dos jogadores em treinar, como "bilionários em greve".

Libération, de esquerda, faz um jogo de palavras em sua primeira página, ilustrada pelos jogadores franceses reunidos no campo, em torno do capitão Evra: "Le Footoir", sinônimo de confusão, palavra que contém o termo foot, de futebol.

Insultos, demissão, greve de jogadores, os franceses caem no ridículo é a análise do jornal, que revela alguns números referentes aos "grevistas bilionários": 42, 66 milhões de euros é o valor do contrato da Nike para patrocinar a seleção francesa té 2018.

"O Motim", anuncia o popular Le Parisien, falando em epopeia francesa na África do Sul. Esta equipe nos faz sentir uma verdadeira vergonha, começa o artigo e o resto vocês já podem imaginar. Le Parisien informa que a secretária dos Esportes, Roselyne Bachelot, vai se reunir hoje com os jogadores para tentar acalmar o jogo.

E terminamos com o título do editorial do jornal esportivo L'Equipe, "A união faz a farsa", taxando os franceses de "caprichosos, covardes e egocêntricos sem limite".
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.