Prêmio Nobel

Vargas Llosa ganha Nobel de Literatura

Mario Vargas Llosa, Prêmio Nobel de Literatura 2010.
Mario Vargas Llosa, Prêmio Nobel de Literatura 2010. Reuters

O peruano Mario Vargas Llosa, 74 anos, é o novo vencedor do prêmio Nobel de Literatura. Ele é conhecido por obras como "A Guerra do Fim do Mundo", sobre a Revolta de Canudos, no Brasil do final do século 19, "Pantaleão e as Visitadoras" e "Conversas na Catedral".  

Publicidade

Segundo o comitê do prêmio Nobel, Vargas Llosa foi premiado "pela sua cartografia das estruturas do poder e suas representações incisivas da resistência, da revolta e da derrota do indivíduo".

Vargas Llosa, feroz crítico de intolerâncias religosas e militares, foi candidato de centro-direita à presidência peruana, em 1990, defendendo um programa neo liberal. Mas ele perdeu para Alberto Fujimori, que depois chegou a fugir do país e foi condenado por uma série de delitos.

Nascido em Arequipa, Vargas Llosa cresceu em Cochabamba, na Bolívia, antes de voltar em 1946 ao Peru. Ele se mudou para a França em 1959, onde trabalhou como professor de línguas e também jornalista para a imprensa francesa.

Realismo mágico

Vargas Llosa faz parte do 'boom' literário latino americano dos anos 1960 e 1970, época que originou correntes como a do realismo mágico.

Os últimos latinos americanos a ganhar um Nobel foram o mexicano Octavio Paz, em 1990, e o colombiano Gabriel Garcia Márquez, em 1982.

Vargas Llosa receberá um prêmio de dez milhões de coroas suecas, cerca de 2,3 milhões de reais.

 

Mario Vargas Llosa, vencedor do prêmio Nobel de Literatura

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.