Cinema/Mianmar

Atriz que vai viver líder birmanesa é expulsa de Mianmar

A atriz Michelle Yeoh, que vai viver Aung Saan Suu Kyi nas telas.
A atriz Michelle Yeoh, que vai viver Aung Saan Suu Kyi nas telas. Reuters

Michelle Yeoh, atriz malaia de origem chinesa, escolhida para interpretar a líder da oposição birmanesa Aung San Suu Kyi, foi expulsa de Miammar no mesmo dia em que chegou a país, confirmou nesta terça-feira um responsável pelo serviço de imigração do país.

Publicidade

Michelle desembarcou na semana passada no aeroporto de Yangun mas foi detida para dar esclarecimentos. As autoridades locais decidiram expulsá-la de Mianmar no voo seguinte sob alegação de que faz parte de uma lista negra do regime.

A atriz, 48 anos, se reuniu em dezembro com a líder opositora birmanesa. Elas conversaram sobre o filme, baseado na vida de Aung San suu Kyi, Prêmio Nobel da Paz de 1991. O longa “A Dama”, como a líder birmanesa é conhecida em seu país, vai ser dirigido pelo francês Luc Besson.

Michelle Yeoh ganhou notoriedade mundial no filme “O Tigre e o Dragão”, um épico chinês de 2000, dirigido por Ang Lee, ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro. Depois Michelle foi uma Bond Girl – ele interpretou uma espiã chinesa em “007 - O Amanhã Nunca Morre”.

Aung San Suu Kyi foi liberada em 13 de novembro do ano passado, após mais de sete anos de prisão domiciliar.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.