Acessar o conteúdo principal
França/ cinema

Filme "O Artista" é o grande vencedor do prêmio César

Com o César de melhor diretor, por The Artist, Michel Hazanavicius recebe beijo da esposa, a atriz Bérénice Bejo, que recebeu o prêmio de melhor atriz.
Com o César de melhor diretor, por The Artist, Michel Hazanavicius recebe beijo da esposa, a atriz Bérénice Bejo, que recebeu o prêmio de melhor atriz. REUTERS/Benoit Tessier
Texto por: RFI
3 min

O filme mudo O Artista (The Artist) foi o grande vencedor da entrega do César, o principal prêmio do cinema francês. O longa, que retrata a decadência de um ator de Hollywood nos anos 20, arrematou seis estatuetas, incluindo as categorias de melhor filme, melhor diretor e melhor atriz. O resultado aumenta as expectativas para a entrega do Oscar, amanhã, para o qual o filme recebeu dez indicações.

Publicidade

"É um filme que vem debaixo e que ninguém queria no começo. E agora estamos por cima, é uma bela história, é muito emocionante", disse o diretor Michel Hazanavicius, ao agradecer a estatueta da melhor direção. A cerimônia ocorreu ontem à noite, no Teatro de Châtelet, em Paris.

O Artista, um filme mudo e em preto e branco, conta a história de duas estrelas de cinema dos anos 1920 em Hollywood. O surgimento do cinema sonoro marca a decadência de um popular ator (interpretado por Jean Dujardin) e lança ao estrelato uma jovem atriz que o admira.

O resultado é que, com o sucesso do longa, o filme de fato levou ao estrelato a atriz franco-argentina Bérénice Bejo, laureada ontem com o prêmio de melhor atriz pela interpretação em The Artist. Já Jean Dujardin acabou perdendo para Omar Sy, que por sua atuação em Intouchables levou o César de melhor ator.

Intouchables era outro grande favorito da noite: o filme bateu recordes de bilheteria na França, assistido por 19 milhões de espectadores nas telas de cinema. Omar Sy, um humorista muito popular e a personalidade mais querida pelos franceses, é o primeiro ator negro a ganhar o César.

Os principais premiados foram:

- Melhor Filme: O Artista, de Michel Hazanavicius
- Melhor Diretor
: Michel Hazanavicius
- Melhor Atriz
: Bérénice Béjo, por O Artista
- Melhor Ator: Omar Sy, por Intouchables
- Melhor Atriz Coadjuvante: Carmen Maura, por Les Femmes du 6è étage
- Melhor Ator Coadjuvante: Michel Blanc, por L'Exercice de l'Etat
- Melhor Filme Estrangeiro: Uma separação, do iraniano Asghar Farhadi
- Melhor Documentário: Tous au Larzac, de Christian Rouaud
- Melhor Filme de Animação: Le chat du rabbin, de Joann Sfar e Antoine Delesvaux.
- Melhor Música Original: Ludovic Bource, por O Artista
- Melhor Curta-Metragem: L'Accordeur, de Olivier Treiner
- Melhor Fotografia: Guillaume Schiffman, por O Artista
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.