Acessar o conteúdo principal
Cultura

Amigo brasileiro de John Cage faz mostras inspiradas na filosofia do artista

Áudio 04:16
Para o genial John Cage, o silêncio na música era um som.
Para o genial John Cage, o silêncio na música era um som. John Cage Trust
Por: Leticia Constant
6 min

Ao contrário da maioria das mostras dedicadas ao centenário do filósofo e compositor de música experimental norte-americano John Cage, que rememoram sua obra com um enfoque mais histórico, o arquiteto, músico e escritor brasileiro Emanuel Dimas de Melo Pimenta propõe na curadoria de suas exposições sobre o artista um olhar diferente: a filosofia de John Cage sob a ótica de sua relação pessoal com ele.Cage e Pimenta, apesar de pertencerem a gerações diferentes, eram muito próximos; a ponto do seu jovem amigo brasileiro ter sido o único privilegiado a fotografar em 1988 o famoso loft de Cage em Nova York, lugar de encontro de monstros sagrados como os artistas plásticos Robert Rauschenberg e Jasper Johns, o poeta e fundador da Beat Generation, Allen Ginsberg, entre outros talentos."Nossas idades eram diferentes mas pertencíamos ao mesmo Tempo", diz Pimenta, que colaborou com ele durante sete anos."John Cage - 100 Anos" será a exposição inaugural do centro cultural Officina delle Zattere, em Veneza, que poderá ser apreciada de 1° de dezembro deste ano a 31 de janeiro de 2013. Antes de desembarcar na "rainha do Adriático", a mostra foi apresentada em Lisboa.Emanuel Dimas de Melo Pimenta também publicou um livro sobre a utilização do silêncio nas composições de John Cage, intitulado "John Cage, the silence of the music - 100 years", não traduzido para o português.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.