Israel/Palestino

De passagem por Israel, Caetano pede fim da ocupação de territórios palestinos

A turnê internacional de Caetano Veloso e Gilberto Gil passou por vários países europeus antes de chegar a Israel.
A turnê internacional de Caetano Veloso e Gilberto Gil passou por vários países europeus antes de chegar a Israel. REUTERS/Denis Balibouse

Um dia antes do show da turnê internacional “Dois amigos, um século de música” em Tel Aviv, Gilberto Gil e Caetano Veloso foram recebidos nesta segunda-feira (27) pelo ex-presidente de Israel, Shimon Peres. Após serem criticados pela realização do espetáculo em meio às tensões na região, os músicos brasileiros participaram de um encontro de ONGs israelenses e palestinas que atuam em prol da paz entre os dois povos.

Publicidade

Daniela Kresch, correspondente da RFI em Israel

Em entrevista coletiva no Centro Peres para a Paz, em Tel Aviv, o ex-presidente israelense, Shimon Peres, afirmou que Gil e Caetano são “mensageiros da paz”, pois alegram o planeta com a música, e particularmente esta parte do Oriente Médio, tão conturbada. “Vocês fazem todo o mundo cantar. É uma grande honra”, disse Peres.

No domingo (26), Caetano e Gil também visitaram a aldeia palestina de Susiya, na Cisjordânia, onde conversam com moradores locais. Ao final dos encontros de ontem e hoje, Caetano Veloso foi enfático e pediu o fim da ocupação dos territórios palestinos. “Abaixo a ocupação, abaixo a segregação”, defendeu o músico.

Tentativa de boicote

Dos 28 shows da turnê, 18 deles na Europa, a apresentação em Tel Aviv se tornou a mais polêmica depois que de ativistas do movimento "Boicote, Desinvestimento e Sanções contra Israel" (BDS) pediram seu cancelamento. Roger Waters, ex-baixista e cantor do grupo Pink Floyd, escreveu, em maio, uma carta aberta a Gil e Caetano pedindo aos brasileiros que boicotassem Israel.

Mas os baianos mantiveram a apresentação, alegando que não boicotam países por não concordar com as políticas dos governos. Além disso, afirmaram que gostariam de ver com os próprios olhos o que acontece na região.

Alguns dos principais nomes da música nacional já tocaram em Israel nos 67 anos do país. Além de Caetano e Gil, pode-se citar Jorge Ben Jor, Gal Costa, Elba Ramalho, Maria Bethânia, Roberto Carlos, Daniela Mercury, Yamandú Costa, Armandinho e Guinga.

Ouça declarações de Caetano Veloso sobre ocupação dos territórios palestinos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.