Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

Brasileira conta como foi ser membro do júri da Bienal de Arquitetura de Veneza

Áudio 07:05
A designer brasileira Marisa Moreira Salles faz parte do júri internacional da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2016.
A designer brasileira Marisa Moreira Salles faz parte do júri internacional da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2016. www.arqfuturo.com.br
Por: Leticia Constant

A Bienal de Arquitetura de Veneza de 2016, que tem o chileno Alejandro Aravena como curador, escolheu a designer brasileira Marisa Moreira Salles para membro do seu júri.

Publicidade

Ao lado dos críticos de arquitetura Pippo Ciorra (Itália) e Karen Stein (EUA), do ex-prefeito de Medellín Sergio Fajardo, e do professor do MIT Hashim Sarkis (Líbano, EUA), a fundadora da Arq.Futuro teve como missão escolher o ganhador do Leão de Ouro pela Melhor Participação Nacional, o Leão de Ouro pela Melhor Participação e do Leão de Prata para o Jovem Participante Promissor na Exposição Internacional “Reporting From the Front”.

Mesmo sendo design, a brasileira desenvolve há anos um trabalho de reflexão sobre a arquitetura e o urbanismo, que está no centro dos questionamentos da bienal. “Devemos nos perguntar qual é o papel do arquiteto na sociedade atual”, diz a brasileira, lembrando que essa era uma das principais demandas do curador Alejandro Aravena.

A 15ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que começou em maio, vai até 27 de novembro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.