França/Brasil

Caetano Veloso e Teresa Cristina cantam na Lavagem da Madalena em Paris

O secretário da Cultura da Bahia, Jorge Portugal (esquerda), o produtor Robertinho Chaves (centro) e o compositor baiano Roberto Mendes na sede da Unesco, em Paris.
O secretário da Cultura da Bahia, Jorge Portugal (esquerda), o produtor Robertinho Chaves (centro) e o compositor baiano Roberto Mendes na sede da Unesco, em Paris. RFI/Adriana Moysés

O cantor e compositor baiano Caetano Veloso e a sambista carioca Teresa Cristina se apresentam nesta sexta-feira (2), na capital francesa, como parte da programação do 15° Festival da Lavagem da Madeleine. Este ano, o evento de cinco dias presta homenagem ao centenário do primeiro samba registrado no Brasil, "Pelo Telefone", gravado por Donga (1890-1974).

Publicidade

O palco montado no largo da igreja da Madalena, no 8° distrito de Paris, recebe a estreia internacional da turnê "Caetano apresenta Teresa", que já tem shows previstos até outubro na Europa, Ásia e nos Estados Unidos. A programação do festival traz uma série de artistas de Santo Amaro, na Bahia, cidade natal de Caetano e do organizador da lavagem, Robertinho Chaves, radicado na França há 25 anos.

Em entrevista à RFI, Robertinho contou que teve dificuldades para manter o festival por causa dos problemas de segurança ligados à onda de atentados terroristas na França. Ele foi obrigado a reduzir o percurso do desfile de encerramento, mas acredita que essa mudança será compensada pela qualidade da programação artística. "O importante é que a festa não foi anulada. Nosso contrato com as autoridades francesas foi renovado e estou sentindo um clima muito positivo para fazermos uma homenagem ao samba", disse o dançarino, cantor e produtor baiano.

Missa ecumênica inaugurou a programação

Uma missa ecumênica celebrada pelo padre da paróquia ao lado do babalorixá Pai Pote (pai de santo de religiões afro-brasileiras) abriu as festividades na última quarta-feira (31). Ontem, um seminário na sede da Unesco intitulado "Sua majestade, o samba" reuniu pesquisadores brasileiros, franceses e o secretário estadual da Cultura da Bahia, Jorge Portugal.

No sábado (3), haverá concertos do compositor e pesquisador Roberto Mendes, e de Dona Nicinha, a matriarca do grupo de samba de roda Raízes de Santo Amaro. O ponto alto costuma ser no fim de semana, quando um mercado de produtos brasileiros, ateliês de arte, grupos de batucada e rodas de capoeira atraem franceses e turistas curiosos em conhecer essa cultura original. No domingo (5), um desfile com alas de baianas e grupos de percussão percorrerá ruas da capital até chegar à escadaria da igreja, onde centenas de participantes devem assistir o ritual da lavagem.

A madrinha do 15° Festival da Madalena será a apresentadora do canal de TV M6 Cristina Córdula, brasileira famosa na França por seus programas de assessoria de moda. Como padrinho, foi convidado o ator Vincent Cassel, um apaixonado pela cultura afro-brasileira.

Margareth Menezes, J. Velloso, Preta Gil, Daniela Mercury, Mariene de Castro, Marcio Victor e Carlinhos Brown, entre outros, já cantaram na festa que espera reunir 40 mil pessoas este ano e vem cada vez mais conquistando os franceses.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.