Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

Companhia Tambor y Canto mistura ritmos latinos e conquista franceses

Áudio 06:08
O percussionista baiano Patinho Axé apresentou o trabalho da companhia Tambor y Canto.
O percussionista baiano Patinho Axé apresentou o trabalho da companhia Tambor y Canto. RFI
Por: Silvano Mendes

Fundada em 2013 em Marselha, no sul da França, a companhia Tambor y Canto defende a mistura de ritmos latino-americanos e africanos com uma formação musical composta por percussionistas de vários países. O grupo se apresenta esta semana em Paris e está preparando um disco para o início de 2017.

Publicidade

Idealizado pelo pianista Sinon Bolzinger, a companhia é composta por músicos de Cuba (Arturo Martinez), Argentina (Rocco Sedano) e Perú (Rodolfo Muñoz), além de dois franceses. O Brasil é representado pelo baiano Patinho Axé, que deixou o bloco afro Ilê Aiyê em Salvador há dez anos para viver em Marselha, onde também é professor de percussão. “Tentamos trazer as músicas tradicionais e misturar com jazz, afro e ritmos latinos”, conta o brasileiro, que trouxe na mala os instrumentos de samba-reggae, como o timbau e os atabaques vindos do candomblé.

Tambor y Canto se apresenta nesta quinta-feira (6), no Studio de l'Ermitage, em Paris.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.