Economia/Estados Unidos

OCDE revê em forte baixa crescimento dos EUA

Barack Obama quer suprimir o abatimento de impostos dos milionários americanos.
Barack Obama quer suprimir o abatimento de impostos dos milionários americanos. Reuters

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reviu hoje suas previsões de crescimento econômico para os Estados Unidos.  

Publicidade

As novas projeções são um alerta para a primeira economia mundial:1,5% para 2010 e 2,3% para 2011, ao invés de 3,2% como foi previsto em maio.

Para a OCDE, a partir de agora, a prioridade orçamentária do governo norte-americano deveria ser a supressão progressiva dos abatimentos fiscais. O estudo indica que somente o controle das despesas não será suficiente para reerguer o país, que está com um grave déficit orçamentário e uma dívida pública em alta: razão pela qual os impostos devem aumentar. "Fazer evoluir a base orçamentária, baixando progressivamente os abatimentos nos impostos, seria uma alternativa", sugere o estudo.

A OCDE também aponta a raiz do problema: os abatimentos concedidos pelo governo do presidente George W.Bush durante seu mandato, entre 2001 e 2009. Essas reduções estão no centro do debate eleitoral das legislativas de novembro próximo. O governo quer suprimir os abatimentos que beneficiam 2% de americanos milionários, sem tocar nos outros.

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.