O Mundo Agora

A economia chinesa pode ter ressaca em 2011

Áudio 05:01
Investidores observam as metas econômicas da China para 2011.
Investidores observam as metas econômicas da China para 2011. Reuters

“Meu prognóstico é que 2011 vai ser o ano em que os Estados Unidos, com o seu imenso mercado interno, vão voltar a crescer o suficiente para que o desemprego comece a cair, que as Bolsas subam e para eleger Obama no ano seguinte. A Europa vai aguentar o tranco e vai se atrelar à performance americana, mas bem mais devagar. Quanto à China, vem problemas sérios por aí, com repercussões bastante negativas para os outros emergentes. A globalização foi um poderoso vento em popa para os novos gigantes do Sul, mas a partir de agora eles vão ter que enfrentar um forte vento de proa e navegar com mapas que ainda são traçados no Norte. Tudo bem, mas como diz a sabedoria popular : é mais fácil predizer o futuro depois de ele acontecer”. Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão: