Fundo Monetário Internacional

Alemanha e EUA vão discutir participação dos emergentes no FMI

A chanceler Angela Merkel vai discutir o assunto com o presidente Barack Obama, na próxima segunda-feira, dia 6 de junho, em Washignton.
A chanceler Angela Merkel vai discutir o assunto com o presidente Barack Obama, na próxima segunda-feira, dia 6 de junho, em Washignton. Reuters

O presidente norte-americano, Barack Obama, e a chanceler alemã, Ângela Merkel, vão se reunir para discutir a participação dos países emergentes no Fundo Monetário Internacional (FMI). A informação foi dada nesta sexta-feira por uma fonte do governo alemão.

Publicidade

Segunda a fonte, os dois líderes vão aproveitar a visita de Merkel à Washington, na próxima segunda-feira, para debater o assunto. "Está escrito no mármore que tem que ser sempre um americano a ocupar a direção do FMI ?", questionou a fonte, precisando o tema da discussão.

A Alemanha apoia abertamente a candidatura da ministra francesa da Economia, Christine Lagarde, para a direção da instituição. Lagarde é apontada como favorita para substituir o francês Dominique Strauss-Kahn, que pediu demissão do posto após ser acusado de agressão sexual nos Estados Unidos.

Os Estados Unidos ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o assunto, mas a secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton saudou, a título pessoal, a candidatura de Lagarde.O mexicano Agustin Carstens, presidente do Banco Central do México, também está concorrendo, mas a ministra francesa é considerada favorita.

Os países emergentes, incluindo o Brasil, vêm pressionando para que o critério para a escolha do diretor do FMI não seja exclusivamente geográfico. Atualmente, um acordo informal entre a Europa e os Estados Unidos garante que a direção do FMI seja ocupada por um europeu e a direção do Banco Mundial, por um norte-americano.

Na semana passada, Christine Lagarde esteve no Brasil para tentar obter o apoio do governo brasileiro. Na próxima terça-feira, ela vai defender sua candidatura na Índia, antes de viajar para a China. O governo brasileiro disse que vai esperar o dia 10 de junho, quando termina o prazo para a inscrição das candidaturas, para se pronunciar sobre o assunto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.